Menu
SADER_FULL
RIO_DOURADOS
Busca
SUCURI_MEGA
Alerta

EUA AMEAÇAM ATACAR A COREIA DO NORTE

Os Estados Unidos alertaram nesta quarta-feira que estão prontos para usar a força caso seja necessário para interromper o programa de mísseis da Coreia do Norte, mas disseram preferir uma ação diplomática global contra Pyongyang por desafiar potências mu

6 Jul 2017 - 06h50Por Brasil 247

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Os Estados Unidos alertaram nesta quarta-feira que estão prontos para usar a força caso seja necessário para interromper o programa de mísseis da Coreia do Norte, mas disseram preferir uma ação diplomática global contra Pyongyang por desafiar potências mundiais ao testar o lançamento de um míssil balístico que pode atingir o Alasca.

A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse em encontro do Conselho de Segurança que as ações da Coreia do Norte estavam “rapidamente acabando com a possibilidade de uma solução diplomática” e que os EUA estavam preparados para se defender e defender seus aliados.

    “Uma de nossas capacidades está em nossas consideráveis forças militares. Iremos usá-las caso precisemos, mas preferimos não ter que seguir este caminho”, disse Haley. Ela pediu que a China, única grande aliada da Coreia do Norte, faça mais para controlar Pyongyang.

    Dando um grande passo em seu programa de mísseis, a Coreia do Norte testou na terça-feira o lançamento de um míssil balístico intercontinental que alguns especialistas acreditam poder alcançar os Estados norte-americanos do Havaí e do Alasca e talvez o noroeste do Pacífico norte-americano.

    A Coreia do Norte diz que o míssil pode carregar uma grande ogiva nuclear. Militares norte-americanos garantiram que são capazes de defender os EUA contra o míssil balístico intercontinental norte-coreano.

    Haley disse que os EUA irão propor novas sanções da ONU sobre a Coreia do Norte nos próximos dias e alertou que se a Rússia e a China não apoiarem a ação, então “iremos seguir nosso próprio caminho”.

    O embaixador da China na ONU, Liu Jieyi, disse na reunião do Conselho de Segurança que o lançamento do míssil foi uma “violação evidente” das resoluções da ONU e “inaceitável”.

    “Pedimos a todas as partes interessadas para exercitarem a prudência, evitarem ações provocativas e retóricas agressivas, demonstrarem a vontade por diálogos incondicionais e trabalharem ativamente juntas para desarmar a tensão”, disse Liu.

    Enquanto isso, o vice-embaixador da Rússia na ONU disse que força militar não deve ser considerada contra a Coreia do Norte e pediu a suspensão do envio de um sistema de defesa de mísseis norte-americano para a Coreia do Sul.

    Ele também disse que tentativas de sufocar a Coreia do Norte economicamente eram “inaceitáveis” e que sanções não irão resolver a questão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - NA TRIBUNA
Ermeson e Jairo fazem duras críticas ao deputado 'não trouxe nem uma cibalena' para Fátima do Sul
AÇÕES DO DEPUTADO ONEVAN
Onevan discute com Governo reabertura de hospital de Batayporã
Investimentos infra estrutura
Governo assina contrato para obras em Iguatemi e lança mais investimentos para Três Lagoas
Investimentos na Saude
Em seu gabinete, Gilberto Garcia recebe a visita do deputado estadual Onevan de Matos
JATEÍ - REFORMA DA CAPELA
Com recursos próprios, Eraldo entregará na sexta-feira (20), a reforma da Capela Mortuária em Jateí
FÁTIMA DO SUL - NA TRIBUNA
FÁTIMA DO SUL: Diego alerta sobre acidentes e renova pedido de mudar local de aulas das auto escolas
Concurso Público
Concurso: governador anuncia 2.500 vagas para professor da rede estadual
NAVIRAÍ - AÇÕES DEPUTADO ONEVAN
Onevan pleiteia a secretário ampliação de investimentos na Saúde de Naviraí
Investindo em Segurança
Governo revitaliza 73 quilômetros na rodovia MS-156
AÇÕES DO GOVENO DO MS
74 Km de Rodovia tomada por buracos e 'farelo' de asfalto é reconstruída e entregue pelo Governo