Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 22 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
NA ARGENTINA

Cristina Kirchner ficará afastada do governo argentino por um mês

6 Out 2013 - 14h03Por AGÊNCIA BRASIL

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, ficará um mês de repouso por motivos de saúde, em plena campanha para as eleições legislativas de 27 de outubro. Segundo o comunicado oficial divulgado sábado (5), os médicos determinaram o afastamento de Cristina por causa de um traumatismo craniano, que ela sofreu no ultimo dia 12 de agosto.

Na época, explicou o comunicado, a presidente fez uma tomografia computadorizada do cérebro, que apresentou resultados normais. Mas no sábado (5) ela se internou na Fundación Favaloro [especializada em problemas cardiológicos] porque apresentava um quadro de arritmia. Os médicos pediram uma avaliação neurológica ao Instituto de Neurociências e diagnosticaram uma “coleção subdural crônica [hematoma]. Em 2012, ela retirou um tumor da tireoide.

Os 30 dias de repouso, recomendado pelos médicos, coincidem com a reta final da campanha para as eleições para renovar metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado. Atualmente, Cristina – que esta na metade de seu segundo mandato – conta com a maioria no Congresso. Nas primarias, realizadas em agosto passado, o kirchnerismo sofreu a pior derrota em dez anos – desde que Nestor Kirchner foi eleito presidente em 2003 e foi sucedido por sua mulher Cristina Kirchner, reeleita em 2011.

O kirchnerismo não tem candidato às eleições presidenciais de 2015. Nestor Kirchner morreu em 2010 e Cristina só tem direito a dois mandatos consecutivos. Por isso, as eleições legislativas servirão para forjar alianças politicas e medir as forcas dos presidenciáveis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PESQUISA PARA FEDERAL
Rose Modesto já aparece em 1º, confira a lista em nova pesquisa para FEDERAL
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
PESQUISA PRESIDENCIAL
Bolsonaro dispara em pesquisa na corrida presidencial no Mato Grosso do Sul
CORRIDA SUCESSÓRIA NO MS
Com chances reais de vencer ainda no 1º turno, Reinaldo Azambuja lidera pesquisa com 42,9% em MS
ELEIÇÕES 2018
Odilon perde para Reinaldo e vai ter que fazer propaganda para tucano em rede social
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS interioriza políticas de combate à violência contra a mulher
POLITICA - ELEIÇÕES 2018
Justiça indefere registro candidatura de João Grandão e mais 9 candidatos em MS
VICENTINA - DURANTE SESSÃO NA CÂMARA
Eliaquim e Lupércio pedem que seja implantado o "SIM" em Vicentina
VICENTINA - NA TRIBUNA
Jacira reivindica ao Detran, placas de identificação em ruas que fizerem necessário em Vicentina
PESQUISA ELEITORAL
Ibope: Haddad cresce em todos os segmentos; Bolsonaro só entre os mais ricos