Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 22 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
campo grande

Câmara rejeita pedido de cassação contra prefeito de Campo Grande

24 Set 2013 - 17h10Por G1

Vereadores negaram, durante sessão desta terça-feira (24), pedido de cassação contra o prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP). Durante a votação, 25 parlamentares foram contrários ao pedido à abertura da comissão processante e apenas um favorável.

A denúncia que solicitava o início da comissão processante contra o prefeito é do presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande (Sisem), Marcos Tabosa.

O pedido, municiado com documentos, foi entregue ao presidente do legislativo campo-grandense, Mário Cesar (PMDB), no dia 3 de setembro, segundo informações do Sisem. A entidade alega que Bernal cometeu crime ao “reter recursos oriundos do repasse assistencial e associativo da categoria”.

O sindicato acusa o pepista de ter se apropriado, indevidamente, de aproximadamente R$ 700 mil da instituição e que a mesma denúncia entregue aos vereadores foi encaminhada ao Ministério Público Estadual.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARTICULAÇÕES NA ASSEMBLEIA 2019
Resultado do confronto entre Reinaldo e Odilon vai determinar diretoria da Assembleia
VICENTINA - FOTOS FESTA DAS CRIANÇAS
Confira as FOTOS, prefeito Marquinhos do Dedé faz festas para as crianças em VICENTINA
FAKE NEWS - CONTRA REINALDO AZAMBUJA
Fake News contra Reinaldo, Justiça Eleitoral determina que Facebook remova página em 24 horas
DEBATE COM CANDIDATOS AO GOVERNO DO MS
Debate Midiamax: Confira as emissoras de rádio que vão transmitir o confronto 2º turno nesta segunda
DEODÁPOLIS - PROCON NA RUA
Programa 'Procon na rua' estará na quarta-feira 24, em Deodápolis
DISPUTA ACIRRADA
Vox Populi: Distância cai para 6 pontos
POLITICA
TSE abre investigação para apurar suposto crime eleitoral de Bolsonaro
POLITICA
Coordenador de Bolsonaro discute unificação de ministérios com Reinaldo
IBOPE NO MS - PESQUISA
IBOPE em Mato Grosso do Sul, votos válidos: Azambuja, 53%; Odilon, 47%
AÇÃO DA JUSTIÇA FEDERAL
Polícia e Justiça 'explodem' fábrica de fake news de coordenador de Odilon