Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 18 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
DESABAFO

Bolsonaro fala sobre 'sabotagens' dentro do governo: 'Luta pelo poder'

O presidente Jair Bolsonaro comentou em entrevista à revista Veja publicada nesta sexta-feira, 31, os supostos casos de sabotagem dentro do governo

2 Jun 2019 - 07h34Por Noticias ao Minuto

O presidente Jair Bolsonaro comentou em entrevista à revista Veja publicada nesta sexta-feira, 31, os supostos casos de sabotagem dentro do governo.

O presidente falou sobre sabotagens e disse que a culpa é do "aparelhamento": "É uma luta pelo poder. Há sabotagem às vezes de onde você nem imagina". 

"No Ministério da Defesa, por exemplo, colocamos militares nos postos de comando. Antes, o ministério estava aparelhado por civis. Havia lá uma mulher em cargo de comando que era esposa do 02 do MST. Tinha ex-deputada do PT, gente de esquerda... Pode isso? Mas o aparelhamento mais forte é mesmo no Ministério da Educação."

Bolsonaro admite que errou ao ter nomeado Ricardo Vélez Rodriguez para o Ministério da Educação e "dividiu" a culpa com o escritor Olavo de Carvalho, que havia indicado o agora ex-ministro, que foi substituído por Abraham Weintraub.

"Errei no começo quando indiquei o Ricardo Vélez como ministro. Foi uma indicação do Olavo de Carvalho? Foi, não vou negar. Ele teve interesse, é boa pessoa. Depois liguei para ele: "Olavo, você conhecia o Vélez de onde?". "Ah, de publicações." "Pô, Olavo, você namorou pela internet?", disse a ele.

O presidente também falou de seu partido, o PSL. Bolsonaro disse que a formação da bancada da sigla foi resultado de um "trabalho hercúleo". Para ele, o partido foi "criado" em março do ano passado (quando ele se filiou), apesar da sigla existir desde 1994. "Fomos pegando qualquer um", disse.

"E tem muita gente que entrou e acabou se elegendo com a estratégia que eu adotei na internet", disse o presidente. "Eu falava: 'Clica aqui. Vote em um desses colegas nossos'. Teve muita gente que falou para mim: "Nossa, eu não esperava me eleger".

Para Bolsonaro, esta formação explica a inexperiência de seus colegas de partido. "O pessoal chegou aqui completamente inexperiente, alguns achando que vou resolver o problema no peito e na raça. Não é assim."

Questionado sobre a possibilidade de mudar de partido, Bolsonaro respondeu: "Quando a gente se casa, a gente jura amor eterno. Está respondido?"

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA - BARRACA
Pesqueiro 7 Bello estará com barraca e servirá pratos deliciosos durante festejos em VICENTINA
AÇÕES ROSE MODESTO
Procedimento vai intensificar combate ao narcotráfico na região de fronteira
200 NOVOS AGENTES
Governo vai chamar 200 novos agentes penitenciários aprovados em concurso
CAMPO GRANDE - SONHO REALIZADO
Com ajuda do Governo de MS, 240 famílias realizam sonho da casa própria em Campo Grande
CARAVANA DA SAUDE MS
Reinaldo Azambuja dá início à nova etapa da Caravana da Saúde
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
DOURADOS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governo do Estado entrega 180 apartamentos nesta segunda-feira em Dourados
JATEÍ - NOTA DE ESCLARECIMENTO
JATEÍ: Prefeitura divulga nota sobre reclamações da falta de sinal de internet em Nova Esperança
ELEIÇÕES 2020
Rose Modesto admite interesse em disputar prefeitura de Campo Grande, mas nega acordo com o MDB
DOURADOS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governo do Estado autoriza obras de recuperação da Avenida Presidente Vargas em Dourados