Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
política

Assembleia aprova em segunda votação projeto que propõe transparência em hospitais de MS

2 Out 2013 - 15h44Por Assessoria
O projeto de lei do deputado estadual, Amarildo Cruz (PT), que obriga os hospitais de Mato Grosso do Sul a fixarem, em local visível, a lista com os nomes dos médicos plantonistas e dos responsáveis pelo plantão, foi votado em segunda discussão na sessão de hoje (2) da Assembleia Legislativa.

A proposta prevê ainda que junto ao nome completo do médico sejam disponibilizadas fotos, número do registro profissional, especialidade médica e a identificação dos responsáveis administrativos e dos médicos responsáveis pela chefia do plantão nos respectivos dias e horários.

“Essa proposta é de extrema importância, principalmente para a população sul-mato-grossense, pois além de trazer transparência aos hospitais do Estado, aumentará o controle social, fazendo com que o cidadão tenha a possibilidade de avaliar a qualidade do serviço médico, e mais, saber se esse profissional realmente encontra-se na unidade de saúde durante o seu plantão”, explicou o parlamentar.

De acordo com o deputado estadual Amarildo Cruz, que atualmente preside a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde da Assembleia Legislativa, a saúde é uma das prioridades da população de Mato Grosso do Sul. “Uma maneira de melhorar a saúde é garantir à população o acesso ao nome dos médicos e plantonistas. Por isso, desde que apresentei a proposta, há 3 meses, trabalhamos para que fosse aprovada o mais rápido possível”, destacou.

O autor da proposta destaca que durante os trabalhos de investigação da Assembleia Legislativa ficou comprovado que o grande problema da saúde pública no Estado é o descumprimento da carga horária dos médicos. “Sem dúvida, a aprovação dessa proposta é uma resposta ao trabalho que estamos fazendo na CPI da Saúde, que por sinal já apresentou outros resultados positivos. Decidimos apresentar esse projeto porque ficou evidente a necessidade de resolver o quanto antes o problema do descumprimento da carga horária”, salientou.

A proposta segue agora para sanção do Executivo Estadual.  “Acredito que o Governo do Estado não terá problemas em aprovar esse projeto de lei, visto que ele só trará benefícios para a população, além de não onerar os cofres públicos. Tenho plena convicção que vamos conseguir mudar essa realidade que tanto afeta a vida dos pacientes que procuram atendimento médico nas unidades de saúde de Mato Grosso do Sul”, finalizou.

Leia Também

JATEÍ E VICENTINA
Reinaldo assina ordem de serviços para execução de obras nesta segunda em Jateí e Vicentina
FÁTIMA DO SUL - DIREITO DE RESPOSTAS
Em direito de resposta, Deputado informa aos vereadores sobre verbas destinadas para Fátima do Sul
IRREGULARIDADES
MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e dois ex-secretários por falta de investimentos na saúde
JATEÍ - COM RECURSOS PRÓPRIOS
JATEÍ: Eraldo entrega reforma de Capela Mortuária 'mais conforto aos familiares no momento de dor'
ITAPORÃ - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Em Itaporã, população aprova qualidade das obras do Governo do Estado de MS
AÇÕES DO DEPUTADO ONEVAN
Onevan ouviu reivindicações e celebrou Dia do Índio em Amambai, Coronel Sapucaia, Tacuru e Sidrolând
VICENTINA - EMENDAS PARA SAÚDE
Geraldo destina R$ 200 mil para aquisição de equipamentos para saúde de Vicentina
FÁTIMA DO SUL - NA TRIBUNA
Ermeson e Jairo fazem duras críticas ao deputado 'não trouxe nem uma cibalena' para Fátima do Sul
AÇÕES DO DEPUTADO ONEVAN
Onevan discute com Governo reabertura de hospital de Batayporã
Investimentos infra estrutura
Governo assina contrato para obras em Iguatemi e lança mais investimentos para Três Lagoas