SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 18 de Janeiro de 2018
SADER_FULL
RIO_DOURADOS
20 de Setembro de 2013 15h20

Telexfree entra na Justiça com pedido de recuperação judicial

Advogados ingressaram com pedido de recuperação judicial (antiga concordata)

Uol

Os advogados da empresa Telexfree (Ympactus Comercial Ltda) ingressaram com pedido de recuperação judicial (antiga concordata) nesta quinta-feira, 19. Caso seja aceito pela Justiça, a empresa terá um período para saldar suas dívidas.

A empresa alega que a nova medida judicial visa proteger seus divulgadores, mas juristas ouvidos pelo UOL acreditam que seria o primeiro passo para o pedido de falência.

A empresa, que vende planos de minutos de telefonia de voz sobre protocolo de internet (VoIP na sigla em inglês), foi proibida de operar no final de junho por acusação de praticar pirâmide financeira. A operação do negócio está bloqueada por tempo indeterminado, a pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC).

O sócio-diretor, Carlos Costa, disse que irá esclarecer todos os detalhes da medida judicial nesta sexta-feira (20), de acordo com o comunicado da própria empresa. O horário não foi informado.

Várias empresas são ou já foram investigadas, no Brasil e no exterior, por suspeita de atuarem pelo modelo de "pirâmide financeira". A modalidade é considerada ilegal porque só é vantajosa enquanto atrai novos investidores; assim que os aplicadores param de entrar, o esquema não tem como cobrir os retornos prometidos e entra em colapso. Confira, nas fotos a seguir, alguns casos que ficaram conhecidos (alguns ainda sob investigação e outros que já resultaram em condenações) Arte/UOL

Recuperação judicial

A recuperação judicial é um termo jurídico que caracteriza a possibilidade de reestruturação das empresas economicamente viáveis que passem por dificuldades momentâneas, mantendo os empregos e os pagamentos aos credores. Em outras palavras, é quando a empresa possui uma dívida e apresenta um plano para saldar suas obrigações.

A Telexfree (Ympactus Comercial Ltda.) foi proibida de realizar novos cadastros de clientes (chamados de "divulgadores"), bem como está impedida de efetuar pagamentos aos clientes já cadastrados, até o julgamento final do caso, sob pena de multa diária de R$ 500 mil.

A ação contra a Telexfree faz parte de uma força-tarefa conduzida pelos Ministérios Públicos federal e estaduais e que investiga indícios de pirâmides financeiras pelo país.

Comentários
Veja Também
FÁBRICA_CALÇADOS
LISTINHA_ONLINE
SADER_LATERAL
Últimas Notícias
  
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.