Menu
CÂMARA BONITO SETEMBRO
quinta, 19 de setembro de 2019
CÂMARA VICENTINA SETEMBRO
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
MORTO NA CELA

Pintor que estrangulou ex é encontrado morto em cela de delegacia

Ficou dias foragido e disse a família que tinha medo de ir para presídio

30 Jul 2019 - 16h28Por Midiamax

O pintor Fábio Braga do Amaral, 39 anos, que matou a ex-companheira Érica Aguilar Pereira, 38 anos, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (30) dentro de uma das celas da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). Fábio estava foragido desde o dia 11 de junho e foi preso no último domingo (28) na cidade de Bodoquena, distante 260 quilômetros de Campo Grande.

Pintor estava trabalhando e morando em Bodoquena. (Foto: Divulgação)

A funerária já está na delegacia e a morte foi confirmada pelo advogado que fazia a defesa, Hamilton Ferreira. Fábio se enforcou na cela com o próprio cadarço.

Em Bodoquena, o pintor entrou em contato com a família dizendo para a irmã que estava bem e não queria se apresentar por medo de ir para um presídio.

Prisão

Fábio Braga foi preso na cidade de Bodoquena na manhã de domingo (28) pela equipe do GOI (Grupo de Operações e Investigações). Conforme levantamento da Deam, o homem estava trabalhando e morando na cidade. Ele foi preso quando chegava em uma casa em construção, onde ele estava trabalhando. O homem foi levado para a delegacia de Polícia Civil de Bodoquena e nesta segunda-feira (29) encaminhado para Campo Grande.

Ao chegar na Deam, Fábio disse que não tinha intenção de matar Erica e no dia do crime, a vítima teria tentado pular do apartamento dizendo que iria chamar a mulher dele. O pintor ainda disse que Erica queria ficar com ele, mas havia se recusado por ser casado. Conforme relato do suspeito, houve tentativa de tapar a boca da vítima, que estava gritando na janela, em um momento de desespero, e que ainda tentou reanimá-la ao perceber que ela havia desmaiado.

Fábio contratou advogado, combinou de se entregar no dia 13 de junho, dois dias após o crime, mas desistiu e fugiu. Desde então, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva, que foi deferida pela Justiça e ele se encontrava foragido.

O crime

Érica Aguilar foi morta no dia 11 de junho em Campo Grande por Fábio, que mantinha um relacionamento extraconjugal com a vítima. A filha dela contou para a polícia que na data do crime Fábio passou na casa da família, pegou a vítima, os dois filhos dela e deixou eles em um local para lanchar. Ele pagou a conta e depois voltou para buscar os três.

A adolescente de 15 anos, entrou com o irmão no quarto para dormir e escutou a mãe e o pintor conversando, mas não ouviu nada suspeito. Momentos depois, a menina acordou com Fábio só de cueca tentando asfixiá-la com uma espécie de manta. Nesse momento Fábio se vestiu e fez sinal para que ela ficasse quieta.

Ele pediu para que a adolescente pegasse um boné, mas ao retornar, a menina encontrou a mãe sem os sinais vitais. A filha de Érica contou que já fazia um tempo que o Fábio e a mãe não se encontravam.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - FOGO
Moradores e equipes de resgate controlam chamas em direção à área urbana de Bonito (MS)
FATALIDADE
Em MS, Mulher morre ao levar uma picada de abelha em fazenda
EM CIDADE DO MS
Ponte desaba durante travessia de caminhão em MS
AMIGO FIEL
Cachorro é flagrado ao lado de homem morto com facada no pescoço, em MS
ATENTANDO EM ESCOLA NO MS
Em MS, Faxineira encontra bilhete de suposto atentado em escola; 32 alunos iriam morrer
ABUSO SEXUAL
Líder religioso é preso acusado de estuprar 14 adolescentes
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Maria da Paz e Amadeu salvam a vida de Chiclete após atropelamento
VICENTINA - CARRETA DA JUSTIÇA
Hoje em Vicentina 1ª Identidade será gratuita na Carreta da Justiça
DEODÁPOLIS - OPERAÇÃO CONTRA O TRÁFICO
Operação contra o tráfico de drogas tem apreensões de cocaína e maconha em Deodápolis
AFRONTA
Modelo brasileira posa nua e quase é presa na Coreia do Norte