Menu
SADER_FULL
sábado, 22 de fevereiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
TRAGEDIA NA RODOVIA

Pai e filha, moradores de Dourados, morrem em acidente no Paraná

A família, que mora no Jardim Maracanã, é formada pela esposa e mãe, Márcia Cristina, e ainda os filhos Maria Eduarda, Eduardo, além de um adolescente, que está viajando com uma tia no litoral de Santa Catarina.

23 Jan 2020 - 13h19Por Diario MS

A falta de freio de um caminhão pode ter sido a causa do acidente ocorrido no final da tarde de ontem no interior do Paraná e que provocou a morte de duas pessoas que moravam em Dourados. A tragédia aconteceu na BR 277, na Serra da Esperança, próximo ao município de Guarapuava (PR).

Antônio Nelson Koslinski, de 57 anos, e a filha dele, Amanda Machado Koslinski, de 18 anos, morreram no local. Fernanda, irmã gêmea de Amanda, está internada em hospital de Guarapuava, em estado muito grave.  Eles retornavam do litoral paranaense.

A família, que mora no Jardim Maracanã,  é formada pela esposa e mãe, Márcia Cristina, e ainda os filhos Maria Eduarda, Eduardo, além de um adolescente, que está viajando com uma tia no litoral de Santa Catarina. Católica, a família frequenta a igreja São João Batista.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente envolveu um caminhão, o Fiat/Palio Weekend da família douradense e uma caminhonete Ford/Ranger (de Cascavel).

Conforme informações preliminares, a PRF avalia que faltou freio no bitrem. O motorista tentou descer a serra, mas no km 307,2 invadiu a pista contrária, colidindo primeiramente com o Fiat e em seguida com a Ford. O caminhão ainda bateu em um barranco e em seguida desceu uma “uma ribanceira de mais de 100 metros”, segundo a polícia.

De acordo com o jornal ‘Correio do Cidadão’, de Guarapuava, o motorista da caminhonete, de 53 anos, também morreu. E uma mulher que estava no mesmo veículo, de 57 anos, está internada em estado grave. O motorista do bitrem, de 44 anos, sofreu ferimentos leves.

VELÓRIO

Os corpos de pai e filha foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Guarapuava. Somente depois que forem liberados pelas autoridades paranaenses é que acontecerá o traslado até Dourados.

Uma equipe da Pax Primavera de Dourados foi enviada até Guarapuava para auxiliar os familiares. Não há ainda previsão da chegada em Dourados, mas é certo que o velório será realizado no Complexo Pax Primavera, à rua Hilda Bergo Duarte.

Fotos: Divulgação/PRF e Facebook

Deixe seu Comentário

Leia Também

REVOLTANTE
Brincadeira que virou pesadelo: criança é espancada ao brincar de esconde-esconde
SUSTO - NOVA ANDRADINA
Após 'rampar' ponte quebrada, airbags foram acionados e motorista sai ileso, VEJA FOTOS
ACIDENTE DE TRANSITO
Ônibus com universitários bate em caminhão no anel viário
OPERAÇÃO CARNAVAL
evite voltar para casa a pé; DOF dá dicas de segurança
DOENÇA DO SÉCULO
Mulher sobe em torre de telefonia em Dourados e ameaça se jogar
ALAGAMENTO
Temporal em Campo Grande: carros arrastados, rotatória debaixo d’água e asfalto destruído
IN MEMORIAM
Amigos e familiares prestam homenagens a diarista atropelada por caminhão em MS
ABSURDO
Pai amarra e espanca filho de 7 anos por suposta 'birra' no dentista em MS
VIRGINDADE
Jovem que sofreu acidente de carro leiloa a virgindade para saldar dívida com hospital
ASSASSINATO
Professor é encontrado morto na madrugada e com braços amarrados