Menu
PASSARELA
quarta, 20 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
ivinhema - operação Ablutio

Operação prende 5 empresários por suspeita de lavagem de dinheiro em Ivinhema

Operação do Gaeco, Receita e MPE apreendeu dinheiro e até arma de fogo

1 Out 2013 - 10h33Por Campo Grande News

A operação Ablutio, realizada nesta terça-feira pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e Receita Federal, prendeu cinco empresários de Ivinhema por suspeita de lavagem de dinheiro. Contra o grupo, também há denúncias de crimes de falsidade ideológica e formação de quadrilha. Conforme o MPE (Ministério Público Estadual), os empresários estão envolvidos em diversas transações imobiliárias suspeitas.

Foram presos de forma temporária Alessandro Pieretti de Oliveira, Christian Carlo Zanutto, Sami Marouf Abdel Jalil, Valdenei Gyorfi dos Santos e Rubens Alves dos Santos.

Os presos são ligados a três empresas: Vale Incorporadora, Minervale e Agrovale. Responsável pelo residencial Solar do Vale, a Vale Incorporadora informa em sua página na internet que é formada por “por grandes empresários, teve o início da sua história no ano de 2010 em Ivinhema”.

As outras duas empresas são do setor agrícola. Os auditores fiscais averiguam a ocorrência de não cumprimento de obrigações tributárias referentes ao ganho de capital em operações de compra e venda de imóveis urbanos

Além das prisões, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão e bloqueio de diversos imóveis pertencentes à incorporadora. As ordens são do juiz Alexandre Antunes da Silva, de Campo Grande. Durante as investigações de quatro meses, surgiram indícios de fraudes fiscais.

Participam da ação dois promotores, 21 policiais militares e nove auditores fiscais da Receita Federal. Ablutio, nome dado à operação policial, é termo em latim que significa lavagem.

Operação contra lavagem de dinheiro apreendeu R$ 75 mil e revólver

Os presos são ligados a três empresas: Vale Incorporadora, Minervale e Agrovale. Responsável pelo residencial Solar do Vale, a Vale Incorporadora informa em sua página na internet que é formada por “por grandes empresários, teve o início da sua história no ano de 2010 em Ivinhema”.

As outras duas empresas são do setor agrícola. Os auditores fiscais averiguam a ocorrência de não cumprimento de obrigações tributárias referentes ao ganho de capital em operações de compra e venda de imóveis urbanos

Além das prisões, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão e bloqueio de diversos imóveis pertencentes à incorporadora. As ordens são do juiz Alexandre Antunes da Silva, de Campo Grande. Durante as investigações de quatro meses, surgiram indícios de fraudes fiscais.

Participam da ação dois promotores, 21 policiais militares e nove auditores fiscais da Receita Federal. Ablutio, nome dado à operação policial, é termo em latim que significa lavagem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MANIACO SEXUAL
Policia prende homem flagrado pelado sobre menina de 7 anos em Dourados
GOLPE
Estelionatário é preso por aplicar golpes em Deodápolis e mais três cidades de MS
ATENTADO
Preso em Rio Brilhante o casal acusado de atentado contra prefeito de Paranhos
CRIME ORGANIZADO
PRF apreende armamento pesado do PCC que seguia para o Nordeste
ASSALTO
Ladrões arrombam e levam cofre de agência dos Correios
TRAFICANTE
Acusado de tráfico é preso após desacatar policiais e cuspir em rosto de soldado da Força Tática
CONTRABANDO
PM de Ipezal apreende mais de cinco mil itens importados ilegalmente do Paraguai
ENCONTRADA
Nova Andradina - Jovem que havia desaparecido já está na companhia da família
Três Lagoas
Homem é preso acusado de sequestrar secretária para roubar caminhonete
MORTE A ESCLARECER
Militares do Exército encontram homem morto ao lado de moto em Porto Murtinho