Menu
SADER_FULL
RIO_DOURADOS
Busca
SUCURI_MEGA
Operação da PF

Operação da PF prendeu 4 em MS e encontrou rombo de R$ 7,3 mi em 'bolsas fantasmas'

Pessoas sem qualquer vínculo com a instituição eram beneficiadas

15 Fev 2017 - 15h06Por Mídia Max

Os desvios de recursos públicos destinados à UFPR (Universidade Federal do Paraná) que chegaram ao rombo de R$ $ 7,3 milhões foram descobertos durante outra investigação da PF (Polícia Federal) que buscava distorções na concessão de bolsas. Logo no início do trabalho, os agentes descobriram que o problema era maior, e, que 27 pessoas sem vínculo com a universidade ou com o serviço público estariam recebendo recursos. O rombo chegou a R$ 7,3 milhões. As fraudes apuradas ocorreram entre 2013 e 2016.

A Operação Research ocorreu em parceira entre a PF, o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria Geral da União (CGU).  Durante coletiva, nesta quarta-feira (15), o juiz federal Marcos Josegrei da Silva afirmou que as investigações detectaram vínculo de amizade ou parentesco entre os beneficiários. 

As investigações mostram, também, que a maior parte dos beneficiários é autônoma e não tem curso superior. "Eles têm profissões como taxista, artesão, cozinheiro, auxiliar administrativo, dono de salão de beleza, motorista de furgão, entre outros", explicou o delegado da PF Felipe Hayashi.

O dinheiro que foi desviado diretamente por duas funcionárias públicas deveria ser destinado ao pagamento de bolsas de estudos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A universidade informou nesta tarde, que as duas funcionárias da instituição suspeitas de participação no esquema foram suspensas das atividades pelo atual reitor, Ricardo Marcelo Fonseca, que assumiu o cargo no fim do ano passado. 

Dos cinco mandados de prisão temporária, em Mato Grosso do Sul, quatro foram cumpridos. O local ainda não foi informado pela PF, tendo em vista, que quatro mandados seriam cumpridos em Campo Grande e um em Maracaju, a 160 quilômetros da Capital. Além dos mandados de prisão, também haviam mandados de busca e apreensão para as duas cidades.

Operação Research

Cerca de 180 policiais federais, 6 servidores da Controladoria Geral da União e 4 dos quadros do Tribunal de Contas da União estão cumprindo 73 ordens judiciais, sendo 29 mandados de prisão temporária, 8 conduções coercitivas e 36 mandados de busca e apreensão nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro.

Ao todo, foram expedidos 29 mandados de prisão temporária, e 28 pessoas chegaram a ser presas. Um dos presos, de 72 anos, foi solto depois de ser interrogado, a pedido da própria Polícia Federal (PF), tendo em vista, a dificuldade de dicção e de locomoção, devido a um acidente vascular cerebral.

Segundo ofício encaminhado à Justiça Federal do Paraná, haveria dificuldade para manter o idoso sob custódia na Superintendência da PF em Curitiba, por conta de seu estado de saúde. O pedido foi atendido pela Justiça, que expediu o alvará de soltura.

Em Mato Grosso do sul, são cumpridos dois mandados de busca e apreensão e quatro de prisão temporária em Campo Grande, além de um mandado de busca e apreensão e um de prisão temporária em Maracaju. Os presos serão encaminhados para a sede da Polícia Federal em Campo Grande.

Conforme a Polícia Federal, foram reunidos indícios concretos da realização de fraudes em pagamentos (desvio de recursos públicos federais) realizados no período de 2013 a 2016 a título de Auxílio a Pesquisadores, Bolsas de Estudo no País e Bolsas de Estudos no Exterior a diversas pessoas desprovidas de regular vínculo de professor, servidor ou aluno da Universidade Federal do Paraná.

Até então, se detectou a participação de ao menos dois funcionários públicos federais nas fraudes, resultando na prisão cautelar de ambos. O nome da operação 'Research', pesquisa em inglês, faz referencia ao objetivo central das bolsas concedidas pela unidade, destinada a estudos e pesquisas pelos contemplados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Desaparecido
Garoto desaparece em área rural e polícia encontra pegadas de onça
Arrombamento
Ladrões arrombam janela e furtam agência dos Correios de Anaurilândia
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família
CONTRABANDO
Homem é preso com 450 mil maços de cigarros e caminhão roubado
Execução
Homem tenta correr, mas é executado no meio da rua
Acerto de Contas
Homens falam que são policiais e matam jovem com 45 tiros
Caarapó
PM apreende caminhonete com 1,2 tonelada de maconha no interior de MS
Fátima do Sul
Viatura do Corpo de Bombeiros de Fátima do Sul se envolve em acidente em Ivinhema
Traumatismo Craniano
Uma moto é arrastada por outra cerca de 25 metros em acidente no centro de Nova Andradina