Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 21 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
segurança

Obrigatório desde 1997, cinto de segurança ainda não é comum no banco detrás

28 Out 2013 - 18h02Por Campo Grande News

O uso do cinto de segurança para condutores e passageiros de veículos é obrigatório em todo o território nacional desde 1997. Determinada pelo artigo 65 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), instituído pela Lei nº 9.503, a obrigatoriedade do uso do dispositivo possui mais de 10 anos, mas não caiu no censo comum de pessoas que utilizam o banco detrás dos automóveis.

Em enquete realizada pelo Campo Grande News, 69% dos leitores admitiram não ter a prática do uso do cinto quando estão sentadas na parte traseira do carro. Fora da internet, nas ruas, é possível verificar o mau comportamento de usuários que, em sua maioria, só utilizam o dispositivo de segurança no banco da frente.

Na teoria, a avaliação de que o cinto de segurança salva vidas é unânime. O conhecimento e a informação são obtidos por todos. Contudo, na prática, a situação é diferente.

“Eu não gosto de usar cinto porque incomoda. Às vezes me esqueço. Quando viajo, coloco com mais frequência”, disse a motorista Cristiane de Morais, 28 anos, lembrando que não orienta seus passageiros a utilizarem o cinto.

Já o empresário Ricardo Souza Lima, 37, reconhece a importância do uso do dispositivo no banco detrás, mas confessa que só manda seus passageiros usarem por temor das multas. “Só falo para usarem porque senão leva multa. É difícil, mas é só por isso. Não tenho medo de acidentes”, revela.

Para o pastor Paulo Silva, 39, usar o cinto traz mais segurança não só para o motorista, mas também para o passageiro. Mesmo assim, os três ocupantes do da parte detrás do veículo não usavam o dispositivo. “É responsabilidade nossa”, defendeu uma das jovens que estava sentada.

Acostumado a ir e vir pela cidade várias vezes durante o dia, o taxista Eduardo da Silva, 40, afirma que “às vezes” se lembra de pedir para que o passageiro utilize o cinto. “Quando os passageiros estão com pressa eu cobro”, afirma lembrando que o risco de uma batida pode ser maior.

Em alguns minutos de abordagens no cruzamento da Avenida Fernando Corrêa da Costa com a Rua 13 de Maio, a aposentada Maria Xavier, 63, foi a única passageira encontrada que utilizava o cinto de segurança no banco traseiro. “Me dá mais segurança”, contou rapidamente.

Já o vendedor Douglas Lincoln, 29, diz que determina que seus passageiros utilizem o dispositivo de segurança “tanto na cidade quanto na estrada”. “Tem gente que só usa na rodovia, mas acho que é importante em todos os lugares, até para segurança de quem está conduzindo”, opina.

Legislação – Deixar o condutor ou passageiro de usar o cinto de segurança do veículo, conforme previsto no artigo 65 do CTB, é infração considerada grave e passível de multa, além de medida administrativa.

De acordo com cabo Canale, da assessoria de comunicação da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), o motorista é responsável pelos passageiros. “Se o motorista usar o freio repentinamente, o cinto evita que o corpo do passageiro seja arremessado para frente ou jogado para fora do carro”, exemplifica.

A conscientização deve ser do condutor do veículo, que “orienta os passageiros a utilizar o cinto de segurança”. O cabo ainda lembra que as chances de se evitar uma lesão grave ou fatal, em um acidente, são maiores quando se usa o dispositivo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANICO NA CAPITAL
Terceiro ataque com faca a mulheres espalha pânico entre moradores na capital
QUADRILHA
Filho de policial militar é chefe de quadrilha que fez crianças reféns
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
DOENÇA DO SÉCULO
Suspeitas que Homem encontrado morto em Nova Andradina tenha se suicidado
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade
PÂNICO NO ÔNIBUS
Atirador de Elite mata homem que fez reféns em ônibus
TRAFICO DE DROGAS
Raio-x revela 50 cápsulas de cocaína no estômago de mulher de Corumbá à Itália
PROCURADO
Polícia procura filho de vereador que atirou em policial em MS
SAIU PARA CATAR LENHA
Ossada é de homem desaparecido há quase um ano, confirmam familiares em MS
SOB INVESTIGAÇÃO
Adolescente de 13 anos é suspeito de abusar de criança de 6 em casa de apoio