Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
crueldade

Mulher mata seus dois bebês recém-nascidos para ir a clube de swing

28 Set 2013 - 10h33Por Mída Max

ma ninfomaníaca alemã está sendo acusada de matar seus dois filhos recém-nascidos para que pudesse ir a um clube de swing. Ela foi presa depois que os corpos dos bebês foram encontrados por seu pai.

Steffie Koppers, de 24 anos, se gabava no Facebook pelas visitas que fazia ao clube, chamado Swingerclub Kali. “Estamos em três simpáticas senhoras, mas queremos homens e não tem nenhum aqui”, dizia na rede social.

A polícia acredita que Koppers tenha engravidado dos filhos no próprio local. Ela morava em uma fazenda com seu pai.

Um dos filhos teria sido morto em novembro do ano passado, e já teria sido reduzido a um esqueleto ao ser encontrado. O outro estava embrulhado em uma folha.

O pai de Koppers telefonou para a polícia imediatamente após encontrar os cadáveres. Ele comentou que a filha admitiu o que aconteceu, mas não foi capaz de dizer o motivo para a ação. Mesmo assim, autoridades garantem que ela estava viciada em ir ao clube, e não queria que os bebês a incomodassem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
DOURADOS - VÍDEO DE ACIDENTE
VÍDEO mostra colisão frontal entre motos que matou dois em Dourados
FÁTIMA DO SUL - OPERAÇÃO DOLOS
Mega operação envolveu mais de 20 policiais e cães farejadores contra o tráfico em Fátima do Sul
IMPRUDÊNCIA NAS ESTRADAS
Vídeo: Leitora flagra caminhão realizando ultrapassagem perigosa entre Ivinhema e Nova Andradina
TRAFICANTE
Jovem morre após troca de tiros com a polícia em Dourados
CRUELDADE
Bebê sobrevive depois de ser esfaqueado 14 vezes e ser enterrado vivo pela própria mãe
ACIDENTE FATAL
Dois morrem em colisão frontal em Dourados
DEODÁPOLIS - ALERTA
Golpista vende produtos religioso usando nome de projeto social em Deodápolis
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
MARACAJU
Operação judicial de busca, apreensão e prisão, resulta em duas mortes