SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 24 de Novembro de 2017
DELPHOS_FULL
RIO_DOURADOS
11 de Julho de 2017 07h20

Mulher é considerada culpada por acusações falsas de estupro e assédio contra 15 homens

As mentiras de Jemma Beale, de 25 anos, colocaram um homem atrás das grades e fizeram com que outro fugisse do país.

Yahoo

Uma mulher que afirmava ter sido estuprada ou assediada sexualmente por 15 homens, foi considerada culpada por fazer alegações falsas.

As mentiras de Jemma Beale, de 25 anos, colocaram um homem atrás das grades e fizeram com que outro fugisse do país.

Beale, de Bedfont, Hounslow, na Inglaterra, foi considerada culpada em quatro acusações de falso testemunho e quatro acusações de obstrução de justiça. após um julgamento no Tribunal de Southwark.

Ela afirmava ter sido assediada sexualmente por seis homens e estuprada por nove, durante quatro eventos diferentes, num período de três anos.

Em 2010 uma denúncia de estupro feita por Beale levou à prisão de um dos homens – Mahad Cassim – por sete anos.

Ela havia dito à polícia que Cassim a estuprou após oferecer uma carona para a sua casa – mas ele alegou que ela o instigou e ordenou que tirasse suas roupas íntimas.

Beale disse no tribunal que era lésbica e que não tinha interesse no sexo oposto, acrescentando: “Eu nunca vou pedir que um homem que eu não conheço transe comigo. Eu não sou bissexual”.

Num depoimento, na época do julgamento de Cassim, ela disse: “Eu sinto que qualquer sentença que ele receber nunca irá refletir a sentença de vida que ele me deu”. Ela acabou recebendo £11 mil (cerca de R$ 46 mil) como forma de compensação.

No entanto, quando uma antiga namorada de Beale disse à polícia que Cassim havia sido preso com base em alegações falsas, detetives do Comando de Crimes Sexuais, Exploração e Abuso Infantil (SOECA, na sigla em inglês) iniciaram uma investigação, em dezembro de 2013.

Na época, os policiais estavam investigando outra alegação de Beale, que afirmava ter sido estuprada por um grupo de homens em Feltham, em novembro daquele mesmo ano.

Quando os detetives analisaram as denúncias de Beale entre 2010 e 2013, identificaram diversas similaridades – e muitas discrepâncias comuns.

As dúvidas em relação à validade dos depoimentos de Beale levaram à revogação da sentença de Mahad Cassim após uma apelação, em julho de 2015.

Um caso diferente fez com que outro homem acusado, Noam Shazad, fugisse para o Paquistão após Beale denunciá-lo por estupro.

Ela afirmava que Shazad a assediou em um pub, antes que ele e um grupo de três homens a estuprassem num estacionamento, próximo ao local. Desde então, todas as queixas contra Shazad foram descartadas.

O tribunal de Southwark (David Holt)

Beale foi presa em junho de 2014, mas se declarou inocente. O júri a considerou culpada de quatro acusações de falso testemunho (relacionadas ao julgamento e à revisão do julgamento de Cassim) e quatro acusações de obstrução de justiça, relacionadas a três outros incidentes em que ela alegou ter sido estuprada ou assediada.

O juiz Nicholas Loraine-Smith fez referência ao comportamento “em busca de atenção” de Beale e a decidiu mantê-la sob custódia até a divulgação de sua sentença no dia 24 de agosto.

O inspetor de polícia Kevin Lynott, que liderou a investigação das alegações falsas de Beale, disse: “Beale é responsável por fabricar uma série de alegações extremamente sérias, que levaram a investigações complexas envolvendo equipes de detetives e especialistas, gastando milhares de horas nos casos e oferecendo apoio a ela”.

Ele acrescentou: “A sua manipulação do sistema de justiça criminal fez com que a polícia direcionasse recursos significativos para investigar suas queixas mentirosas, além dos seus próprios crimes. Ela também causou um impacto significativo no NHS (Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido) como resultado de suas denúncias, e usou muitos recursos limitados que deveriam ser direcionados a verdadeiros sobreviventes. Além disso, ela ainda prestou um depoimento falso no tribunal, que levou à condenação e prisão de um homem completamente inocente”.

“Beale foi exposta como uma mentirosa compulsiva e eu só posso imaginar que ela foi motivada parcialmente pela compensação financeira, mas principalmente pela atenção e controle sobre seus parceiros e familiares na época em que fez as alegações. O impacto nas vidas daqueles que foram falsamente acusados foi devastador, mas esperamos que este desfecho possa absolver completamente todos os homens acusados de terem cometido estes crimes terríveis”.

Jane Howdle

Comentários
Veja Também
Nossa_Lojas
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
MBO_SEGURANÇA_300
Últimas Notícias
  
ÓTICA_DOURADOS
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.