Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
CAMPO GRANDE

Mulher de 63 anos é abusada sexualmente, torturada e filho é suspeito no crime

17 Nov 2016 - 09h00Por Correio do Estado

Caso de barbárie foi praticado contra mulher, de 63 anos, ontem, na casa onde ela mora, na região da Avenida Tamandaré, em Campo Grande. A vítima tinha indícios de ter sido violentada sexualmente, hematomas e queimaduras pelo corpo causadas, aparentemente, com cigarros. O filho dela, de 32 anos, foi preso e apontado como principal suspeito no crime.

Acionados por moradores, policiais militares da 5ª Companhia Independente encontraram a vítima desacordada no imóvel. Ela tinha lesão na região genital, vários hematomas e queimaduras, aparentemente, provocadas com cigarros. A mulher foi levada por socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para atendimento em unidade hospitalar.

Vizinhos declararam para policiais que ouviram gritos da vítima e viram, por janela, o filho em cima dela. Somente os dois residem na casa. O homem é usuário de drogas, de acordo com a polícia, e foi preso. Ele foi levado à Casa da Mulher Brasileira, onde o caso é investigado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IRREGULARIDADES
MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e dois ex-secretários por falta de investimentos na saúde
Fatalidade
Trabalhador morre eletrocutado em propriedade rural
Tragedia
190km/h: Motorista e passageiro morrem em grave acidente
Macabro
Até ser descoberto, homem pedia marmita para o pai morto
Perdeu o controle da direção
Caminhão bitrem carregado com 38 toneladas de soja tomba na MS-480
Agressão
Ex-marido toma celular, quebra o chip e agride a ex-mulher em Deodápolis
Lei Islamica
Casais apaixonados e prostitutas são punidos com chicotadas em público
DEODÁPOLIS - CASO DE POLÍCIA
DEODÁPOLIS: DOF faz grande apreensão de armas e munições contrabandeadas do Paraguai
Assalto a ônibus
Tiroteio durante assalto dentro de ônibus deixa três mortos e quatro feridos
GLÓRIA DE DOURADOS - Perseguição
Policiais prende homem por porte de munições após fuga em Glória de Dourados