Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 16 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
campo grande

Moradores amarram suspeitos de roubo e recuperam telefone celular

Moradores fazem “justiça com as próprias mãos” e amarram suspeitos

5 Nov 2013 - 07h51Por Campo Grande News

Cerca de 40 moradores da Vila Jacy se reuniram, no início da tarde desta segunda-feira (4), para “caçar” dois suspeitos de roubar celular de uma mãe, na frente dos três filhos pequenos. Revoltados, eles decidiram fazer “justiça com as próprias mãos” e amarraram os garotos em árvore na Avenida Laudelino Barcelos, a mais movimentada do bairro, até a polícia chegar para prendê-los.

O crime ocorreu por volta do meio-dia, quando a empregada doméstica Priscila Machado da Silva, 21 anos, foi buscar seus três filhos na escola. Na volta, ela foi abordada pelos garotos. “Perdeu, passa o celular”, anunciou um dos dois. Assustada, a jovem não pensou duas vezes, entregou o aparelho e saiu correndo com as três crianças.

Em casa, Priscila relatou o crime ao marido. Revoltado, ele foi desabafar com os vizinhos, que decidiram se unir para procurar os suspeitos pelo bairro. Meia-hora depois, o grupo encontrou os garotos e decidiu amarrá-los no tronco de um pé de uma mangueira.

Suspeitos de assaltar mãe com os três filhos pequenos foram amarrados em árvore, no canteiro de avenida movimentada (Fotos: Simão Nogueira)Suspeitos de assaltar mãe com os três filhos pequenos foram amarrados em árvore, no canteiro de avenida movimentada (Fotos: Simão Nogueira)

 
Moradores se uniram para caçar os suspeitosMoradores se uniram para "caçar" os suspeitos

“Se a gente não amarrasse, eles iriam fugir e nunca mais teríamos notícias deles”, justificou o pedreiro Osmar Marques, 40. Ele participou da “caçada” aos suspeitos e emprestou a “extensão”, presa em sua bicicleta, para amarrar os garotos. “Isso foi bom para dar um susto neles”, acrescentou.

Fernando da Silva, 30, também ajudou a prender os suspeitos. “O jeito é fazer justiça com as próprias mãos”, comentou. Além de amarrar os garotos, alguns moradores partiram para o ataque físico, deixando escoriações pelo corpo dos suspeitos.

Não foram localizados documentos com os garotos, que estavam sujos e em silêncio. A polícia chegou ao local, algemou os dois e os conduziu até a 5ª Delegacia de Polícia. Antes, os suspeitos devolveram o celular a Priscila.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABELHAS MIGRATÓRIAS
Jovem leva dezenas de picadas e é internada após ser atacada por enxame de abelhas
GOLPISTA
Mulher aplica golpe em posto de combustível de Itaporã, veja vídeo
CRIME ORGANIZADO
Homem é executado em frente a esposa com 12 tiros de pistola 9mm
ASSASSINATO
Principal suspeito de ter assassinado merendeira em MS se entrega à polícia
PROIBIÇÃO DE PESCA
Na próxima temporada de pesca, a multa mínima para quem capturar o dourado será de R$ 2,7 mil
REVOLTANTE
Bebê morre após mãe dar vodka para fazê-lo dormir
CORRUPÇÃO NA SAÚDE
MP faz pente-fino na Oncologia de Dourados
EMBOSCADA
Interno do semiaberto é morto em briga de facções
ACIDENTE FATAL
Motorista de ônibus morre na hora em acidente em trecho com obras
MS EM DESTAQUE
Polícia Civil de Mato Grosso do Sul é a que mais elucida crimes de homicídios no País, cita Revista