Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 20 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
CORAJOSA

Leiliane: a mulher que salvou uma vida na tragédia que matou Boechat (Video)

Leiliane Rafael da Silva, de 28 anos, é a mulher que salvou o motorista do caminhão, João Adroaldo Tomanckeves, de 52 anos, no acidente com o helicóptero.

12 Fev 2019 - 07h47Por So Noticia Boa

Diante da tragédia, uma cena que nos faz acreditar na humanidade e segue a máxima ensinada e praticada pelo grande jornalista Ricardo Eugênio Boechat, que nos deixou nesta segunda-feira, 11.

Leiliane Rafael da Silva, de 28 anos, é a mulher que salvou o motorista do caminhão, João Adroaldo Tomanckeves, de 52 anos, no acidente com o helicóptero.

No momento do acidente, que deixou duas vítimas fatais, Boechat, 66 anos e o piloto Ronaldo Quatrucci, de 56 anos, Leiliane passava em uma moto ao lado do caminhão que se chocou contra o helicóptero na rodovia Anhanguera, na Grande São Paulo.

A aeronave caiu na altura do km 7 do Rodoanel por volta de meio-dia, após tentar fazer um pouso de emergência. O jornalista voltava de uma palestra em Campinas, quando aconteceu a tragédia.

Enquanto muitos só queriam filmar ela correu para tentar salvar vidas, inclusive tentou salvar o jornalista Ricardo Boechat, que estava em meio ao fogo, mas não deixaram porque havia o risco de explosão.

Sem desistir de ajudar, ela salvou o motorista do caminhão que estava preso na cabine e cortou com um faca o cinto de segurança.

A vendedora Leiliane contou, em depoimento, ter visto um homem pular da aeronave antes da colisão com o caminhão.

Com base em informações obtidas com o Instituto Médico Legal (IML) sobre a localização dos corpos, o delegado Luis Roberto Hellmester acredita que a pessoa que pulou da aeronave era Boechat.

O salvamento

Logo depois de ver o acidente, Leiliane desceu da moto e correu em direção ao veículo.

“Não pensei em nada. Falei para parar a moto e voltei correndo. Fui checar no caminhão para ver se tinha alguém vivo. O moço estava vivo, felizmente”, disse.

A vendedora pediu uma faca para um grupo de trabalhadores que estava limpando o mato do canteiro da estrada para cortar o cinto de segurança.

‘A gente tirou ele pelo vidro porque a porta estava emperrada e não saia”, lembra.

Leiliane vive em Pirituba, na Zona Norte de São Paulo, e tem três filhos: uma menina de 8 anos, um menino de 3 anos e um bebê de quatro meses. Prestes a passar por uma cirurgia, ela tinha sido orientada a não passar por situações de estresse.

“No momento, eu queria ajudar e não pensei em mais nada.”

As imagens mostram o momento em que ela, desesperadamente tenta e consegue salvar o motorista. E fez isso sem hesitar.

Daquelas cenas, que em meio a tragédia, nos ensinam que o ser humano está acima de todas as coisas, quando ele exercita o seu papel da vida real.

Pra ela, Boechat, talvez diria: “Coragem”.

Por mais Leilianes neste mundo!

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

INFANTICIDIO
Adolescente suspeita de matar filha de 28 dias relatou à família que tinha visões e era perseguida
FAMILIA REVOLTADA
“Fui tomado por sentimento de revolta e ódio”, diz neto que matou avó
ACIDENTE FATAL
Sem cinto, jovem morre ao bater em meio-fio e capotar carro na Capital
FALSIFICAÇÃO
Após denúncias de fraude em cotas, UFMS exclui 18 alunos de Medicina
AGORA: OPERAÇÃO FANTOCHE
Polícia Federal está na sede da Fiems para buscas da Operação Fantoche
PCC/COMANDO VERMELHO
Adolescente estrangulado com corda foi morto em guerra de facções
BRIGA EM PRESIDIO
Detento tem olho perfurado depois de briga em cela de presídio
MARACAJU
Colisão entre dois caminhões na MS 162 saída para Sidrolândia
DOURADOS - CIFRA NEGRA
Justiça autoriza desocupação do gabinete de Idenor e viagem de Longhi em Dourados
ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo