DELPHOS_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 28 de Maio de 2017
DELPHOS_FULL
15 de Maio de 2017 10h47

Justiça de Mato Grosso do Sul vai apurar acordo em sauna de Delcídio do Amaral

Mônica revelou que seu marido ficou pelado com então candidato

Correio do Estado

A Justiça Federal de Mato Grosso do Sul irá investigar o ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) no caso de suposto acordo de caixa 2 realizado em 2002, na sauna de sua casa em Campo Grande, com o marqueteiro do PT, João Santana. A decisão é do ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).  Outras 20 providências foram determinadas a partir das delações premiadas de João Santana e de sua esposa, Mônica Moura.

Por não ter mais foro privilegiado, o caso foi remetido por Fachin à esfera federal no Estado. O magistrado que assumir o processo irá apurar se realmente houve o encontro inusitado entre o ex-petista e o publicitário. “O João não conhecia o Delcídio. Chegando à casa dele, o Delcídio convidou o João para conversar na sauna. Tudo que eles conversaram a respeito de campanha foi feito com os dois sem roupa. Hoje em dia, imagino, isso era um cuidado dele em relação a gravações”, relatou Mônica Moura em sua delação à Lava Jato.

O acordo selado para a disputa pela primeira vez como senador, segundo a delatora, teve cuidados redobrados por parte do ex-petista para não ser grampeado, visto que não há como entrar com aparelhos eletrônicos em um lugar úmido como a sauna. No encontro seguinte, Mônica afirma ter acertado os valores do trabalho. 

Comentários
Veja Também
REINO_MATRÍCULAS_2017
AGÊNCIA_SUCURI_LATERAL
FORTALEZA
Últimas Notícias
  
FORTALEZA
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.