Menu
PASSARELA
sexta, 25 de maio de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
CASO LAVA JATO

Juiz entende que caso de agressão em lava jato é homicídio doloso

O pedido de prisão preventiva dos acusados foi encaminhado à 7ª Vara Criminal

17 Fev 2017 - 09h57Por TJ MS
O juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campo Grande, decidiu no final da tarde desta quinta-feira (16) declinar da competência do caso que trata da agressão em lava jato que culminou com a morte de um adolescente. O inquérito será encaminhado a umas das varas do Tribunal do Júri da Capital, que julgam os casos de homicídio doloso. 
 
O pedido de prisão preventiva dos acusados foi encaminhado à 7ª Vara Criminal, em que o magistrado atua como titular. No entanto, apesar de o caso estar sendo investigado como um crime de lesão corporal de natureza grave, o juiz entende que a situação se trata de um homicídio inicialmente tentado e agora consumado, em razão da morte da vítima.
 
Conforme explica no despacho, “além do ato praticado pelos indiciados ser revestido de uma imbecilidade oceânica, não há como alegarem que o ato por eles praticado não poderia causar a morte de uma pessoa”.
 
“Assim, quando alguém direciona uma mangueira de ar comprimido contra o corpo de outrem, pode até dizer que não se está tentando matar o outro, mas qualquer pessoa minimamente sana sabe que injetar uma mangueira de ar comprimido em alguém, provavelmente causará a sua morte ou, ao menos, sérias lesões”, acrescenta.
 
Desse modo, entendeu o juiz que o caso se trata de homicídio com dolo eventual, pois os indiciados assumiram o risco de causar a morte de alguém, o que de fato acabou acontecendo. Pelo exposto, o magistrado declinou a competência para uma das varas do tribunal do júri, que deve apreciar o pedido de prisão preventiva dos envolvidos. 
 
Este Processo tramita em Segredo de Justiça

Deixe seu Comentário

Leia Também

VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível
TRABALHO ESCRAVO
Ministério do Trabalho resgata 15 trabalhadores de situação degradante
GREVE CONTINUAM
Caminhoneiros desmentem acordo com Governo e mantêm paralisação na Capital
CRUELDADE
Pastor abusou, agrediu e matou filho e enteado carbonizados
DO CONTRA
Homem enfrenta caminhoneiros com motosserra em rodovia; veja o vídeo
NA RODOVIA
Carro furtado é encontrado sem as rodas e incendiado
FÁTIMA DO SUL - PREÇOS ABUSIVOS
Após preços da gasolina, consumidor pode acionar Procon e Ministério Público em Fátima do Sul
BLOQUEIO CAMINHONEIROS
Pelo menos 300 caminhões estão parados em pontos de bloqueio em Dourados
AGIO NO PETROLEO
Cinco postos de Dourados são autuados por venderem gasolina com preço abusivo
GREVE CAMINHONEIROS
Posto do Pina que cobrou R$ 8,99 pelo litro da gasolina é interditado