Menu
SADER_FULL
terça, 23 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
'Ad Sumus'

Gaeco faz operação para prender integrantes do PCC em 4 estados

24 Out 2013 - 15h03Por Correio do Estado

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul, está atuando na Operação “Ad Sumus”, deflagrada nesta quinta-feira (24), em Mato Grosso, para prender integrantes do PCC.

Ao todo a Justiça expediu 50 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, que também estão sendo cumpridos nos estados de Rondônia, Mato Grosso do Sul e São Paulo. Desse total de acusados de envolvimento com o grupo criminoso, 19 já estão presos, segundo o Gaeco.

As investigações iniciaram em março do último ano até junho de 2013 e, nesse período, as prisões de alguns suspeitos foram realizadas, segundo o Gaeco. “A maioria dos delitos ocorreu em Cuiabá e Várzea Grande, contudo, vários crimes vergastaram municípios do interior, com destaque para Rondonópolis. Parte das atividades delituosas desembocaram suas nefastas consequências em outros estados da Federação, sobretudo Rondônia e Mato Grosso do Sul”, diz um trecho da denúncia do Ministério Público.

Atualmente, aponta o Gaeco, estima-se que existam mais de 100 integrantes dessa organização criminosa atuando em Mato Grosso, Alguns deles, mesmos presos, estariam praticando delitos. As investigações revelam que a atuação da facção começou em 1999, no estado, quando o suspeito 'Marcola' permaneceu detido por cerca de seis meses na Penitenciária Central do Estado (PCE) por promover um suposto roubo de R$ 6 milhões de uma agência bancária, em Cuiabá. No mesmo ano, no dia dia 5 de junho, ele e outros dois presos fugiram pela porta da frente do presídio.

Desde então, diz o MPE, o grupo vem tentando se organizar e fortalecer a facção no estado. Entre os recursos utilizados pelos criminosos estão 'teleconferências', onde os integrantes se interagem em tempo real. “O grupo possui estatuto próprio e regras rígidas. Cada “irmão” deve contribuir com o pagamento de uma taxa mensal, esteja ele preso ou em liberdade. O dinheiro arrecadado é usado para compra de armamento e drogas, além de financiar a fuga ou resgate de integrantes da facção criminosa”, consta trecho da denúncia. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COEHO JUSTICEIRO
"Coelho da Páscoa" soca homem que agredia mulher na rua; veja o vídeo
TERROR NA IGREJA
Vídeo mostra chegada do homem-bomba a igreja que matou 320 pessoas
MUNDO MEDONHO
Homem paga para amputar próprio pênis em busca de fama na internet
COMOÇÃO NAS REDES SOCIAIS
Morte de criança de 11 anos e de universitária em batida de carro causa comoção
IMAGENS FORTES
Homem se joga dentro de carro em chamas e morre após suposta traição da mulher
MENORES INFRATORES
Família de motorista de aplicativo rastreia carro e ajuda a desvendar crime bárbaro
POPULAÇÃO AGIU
Deficiente físico que vendia amendoim é assaltado
TRES LAGOAS
Ladrão morre em troca de tiro com a polícia após fazer mulher de empresário refém
ATO OBSCENO
Casal faz sexo oral em frente a boate lotada e ainda manda beijo pra quem assiste
REVOLTANTE
Menina de seis anos que sumiu enquanto dormia é achada morta