Menu
SADER_FULL
quinta, 18 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
ABANDONO

Filhotes morrem após serem abandonados por dona que ‘fugiu’ para não pagar aluguel

Quatro filhotes de cães foram vítimas de maus-tratos no Jardim Centenário, região Sul de Campo Grande.

13 Out 2018 - 07h55Por Midiamax

Quatro filhotes de cães foram vítimas de maus-tratos no Jardim Centenário, região Sul de Campo Grande. Os animais morreram, nesta quinta-feira (11), dias depois que a dona, ainda não identificada, deixou a residência e mudou-se para outra, no Aero Rancho, bairro vizinho, para ‘fugir’ de pagar o aluguel.

Os animais viviam numa vila de quitinetes. A dona deixou a residência, segundo relato de vizinhos, há cerca de três semanas, levando consigo outros dois cachorros adultos. Os bichos foram achados, fracos, famintos e cheios de bichos, por uma vizinha que ouviu o choro de desespero deles.

Mesmo sem condições de cuidar dos cachorros, a vizinha levou-os para sua casa e desde então pedia ajuda em um grupo de vendas nas redes sociais. “Ela alimentava os cachorros com papinha de arroz e feijão, tudo que tinha em casa para comer”, conta uma testemunha que preferiu não se identificar.

“Ela tentou deixar os animais em ONGs, mas todas que procurou estavam lotadas. Uma pessoa humilde, mas fez o que pode, infelizmente não pudemos fazer mais nada por eles”, lamenta. “Ontem uma ONG, finalmente, ofereceu ajuda e disse que enviaria alguém para buscar os filhotes, mas hoje os bichinhos amanheceram mortos”, conta.

As vizinhas ainda não registraram boletim de ocorrência, por não saberem a localização exata da mulher. Caso encontrada, ela poderá ser enquadrada na Lei dos Crimes Ambientais e responder por maus tratos. A pena prevista para esse crime varia de três meses a um ano, além de multa. No caso relatado, a pena pode ser aumentada, já que os animais morreram em decorrência do abandono.

O que pode ser considerado maus-tratos?

  • Abandonar, espancar, golpear, mutilar e envenenar
  • Manter preso permanentemente em correntes
  • Manter em locais pequenos e anti-higiênicos
  • Não abrigar do sol, da chuva e do frio
  • Deixar sem ventilação ou luz solar
  • Não dar água e comida diariamente
  • Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido
  • Obrigar a trabalho excessivo ou superior a sua força
  • Capturar animais silvestres
  • Utilizar animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse
  • Promover violência como rinhas de galo, farra-do-boi, dentre outras práticas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - VÍDEO - MEDO
Cobras são encontradas dentro de córrego no Parque Rego D'Água, em Dourados, ASSISTA VÍDEO
MARACAJU - ACIDENTE FATAL
Douradense e filho morrem em acidente na BR-267 próximo Maracaju
ESTUPRO VULNERÁVEL
Homem é preso acusado de estuprar criança de oito anos em Bataguassu
VIOLENCIA DOMESTICA
Em Ivinhema, jovem é preso acusado de agredir companheira e estuprar sogra
EMBOSCADA
"Playboy da Mansão" é executado com tiros nas costas em cachaçaria
SOB INVESTIGAÇÃO
Menino de 9 anos entra armado e dispara dentro do Colégio Adventista em Campo Grande
ASSASSINATO
Trabalhador é morto após discussão por ração de gado
ATAQUE CANINO
Adolescente de 13 anos perde metade da orelha depois de ser atacado por pitbull do vizinho
IRRESPONSABILIDADE
Mãe é levada para delegacia depois de fazer festa para garoto regada a vodka e narguilé
AFOGAMENTO
Moçambiquenho morre ao tentar atravessar 'lago da rodoviária' a nado em Dourados