Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
PCC

Estudante foi forçado a abrir própria cova antes de ser assassinado em MS

O estudante Alex Ziole Areco Aquino, de 14 anos, foi forçado a abrir a própria cova antes de ser assassinado na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

8 Dez 2019 - 10h48Por MS em Foco

O estudante Alex Ziole Areco Aquino, de 14 anos, foi forçado a abrir a própria cova antes de ser assassinado na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. O corpo do adolescente foi encontrado esquartejado dentro de um tambor de plástico, na quinta-feira, dia 5 de dezembro, no rodoanel de Ponta Porã – a 323 km de Campo Grande.
                                 Segundo o site MS em Foco, Alex foi executado a mando do brasileiro Genaro Lopes Martins, conhecido como Animal do PCC, depois de brigar com um cunhado do criminoso no banheiro da escola em que estudava, na cidade de Pedro Juan Caballero.
                                 Após ser torturado por várias horas, o adolescente foi forçado a cavar a própria cova e morto com um tiro na cabeça. Todos os detalhes do crime foram encontrados nos celulares dos suspeitos presos.
                                 Ele ainda teve o crânio destruído com golpes de pá e foi carbonizado. Dias depois, os restos mortais do jovem foram desenterrados, colocados em um tambor de plástico e deixado no rodoanel de Ponta Porã.
                                 Quatro brasileiros que moram em Pedro Juan Caballero – três adultos e o adolescente de 16 anos, envolvido na briga que teria sido o motivo para o assassinato de Alex – estão detidos.
                                 Conforme apurado pela reportagem, o estudante foi “julgado”, torturado e executado pelo suspeito sem autorização da facção paulista e por isso Genaro foi expulso.
                                 Diana Pimentel Acosta, Denise Pimentel Acosta e o adolescente, todos irmãos, foram encontrados em uma casa no bairro San Gerardo, ainda na quinta-feira. Na manhã de ontem Genaro, que é marido de Diana, se entregou à polícia. Todos negam envolvimento com o crime.
                                 Sepultamento – Após 12 dias sem notícias de Alex, a família encontrou força para sepultá-lo na manhã deste sábado. Familiares e amigos saíram às ruas usavam camiseta branca com a foto do garoto e a frase “#Todos por Alex”, para acompanhar o caminhão dos bombeiros que levou o caixão com o corpo do adolescente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUGA EM MASSA
Pelo menos 90 membros do PCC fogem de presídio na fronteira com MS por túnel
ASSASSINATO
Homem é morto no meio da rua e durante o dia com tiros de 9mm em Campo Grande
FEMINICIDIO
Florista baleada pelo ex-namorado não resiste aos ferimentos e morre na Santa Casa
CAMPO GRANDE - POLÍCIA
Homem dá tiros na ex-namorada e se mata em uma das regiões mais nobres de Campo Grande
TRÁFICO EM MS
Polícia apreende maconha e haxixe em fundo falso de motocicleta em MS
DETRAN - MS - LEILÃO
Detran-MS inicia primeiro leilão de veículos para circulação deste ano
ESTRUPO A MENORES
'Monstro' que estuprava e filmava filha de 7 anos ainda era casado com enteada
MONSTRUOSIDADE
Menino de 3 anos é torturado com fio de celular pelo padrasto por quase 24h após fazer xixi na cama
MAL SUBITO
Em surto, mulher sai de motel e morre debaixo de caminhão na Capital
SEGURANÇA
Mato Grosso do Sul supera em 10 vezes média nacional de resolução de homicídios