Menu
SADER_FULL
sexta, 25 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
SAÚDE PÚBLICA

Enfermeiros paralisam atividades na Santa Casa de Campo Grande por falta de pagamento

9 Jun 2017 - 07h39

Enfermeiros da Santa Casa de Campo Grande paralisarão as atividades por causa do atrasado no pagamento dos salários já a partir desta sexta-feira (9). O problema está sendo recorrente no hospital.

Conforme Lázaro Santana, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Siems), a paralisação começa amanhã e seguirá por tempo indeterminado. "Fizemos uma assembleia na tarde desta quinta-feira (08) e decidimos paralisar as atividades por causa da falta de pagamento do salário, que deveria ter sido pago no 5° dia útil", explicou.

Segundo o sindicalista, a paralisação será feita porque não é a primeira vez que os servidores estão passando por esse problema. "É um problema que está sendo recorrendo. A Santa Casa alega que está esperando recursos do governo federal para realizar os pagamentos", disse.

A medida prevê que 70% dos enfermeiros da entidade deixem de atender. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas
VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível
TRABALHO ESCRAVO
Ministério do Trabalho resgata 15 trabalhadores de situação degradante
GREVE CONTINUAM
Caminhoneiros desmentem acordo com Governo e mantêm paralisação na Capital
CRUELDADE
Pastor abusou, agrediu e matou filho e enteado carbonizados
DO CONTRA
Homem enfrenta caminhoneiros com motosserra em rodovia; veja o vídeo
NA RODOVIA
Carro furtado é encontrado sem as rodas e incendiado
FÁTIMA DO SUL - PREÇOS ABUSIVOS
Após preços da gasolina, consumidor pode acionar Procon e Ministério Público em Fátima do Sul
BLOQUEIO CAMINHONEIROS
Pelo menos 300 caminhões estão parados em pontos de bloqueio em Dourados
AGIO NO PETROLEO
Cinco postos de Dourados são autuados por venderem gasolina com preço abusivo