Menu
PASSARELA
sexta, 25 de maio de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Toque de Midas

Editora de Campo Grande é suspeita de superfaturar em até R$ 367% livros escolares

Livros de educação ambiental, conforme a Operação Midas II

3 Mai 2017 - 10h35Por MÍDIA MAX

Livros de educação ambiental, conforme a Operação Midas II, foram superfaturados em 367% quando adquiridos pela Prefeitura de Paranhos, distante 477 quilômetros de Campo Grande.

Irregularidades foram detectadas em dois pregões, realizados em 2015, onde teria havido manipulação das cotações de preços e superfaturamento. Prejuízo está estimado em R$ 270 mil.

Auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) detectou, por exemplo, superfaturamento de 367% relativos a aquisição de 1,4 mil livros sobre educação ambiental.

Valor investido supera em R$ 84 mil ao praticado pelo mercado, sendo suficiente para compra de outros 5,2 mil exemplares para os alunos.

Diante da fraude, nesta quarta-feira (3), policiais federais e auditores da CGU desencadeiam a segunda fase da Operação Midas em Campo Grande e Paranhos.

São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, além do sequestro de valores da conta bancária de duas empresas a fim de cobrir prejuízo de R$ 270 mil. Entre as investigadas está a Planeta ABC - Soluções para Educação, sediada na Capital.
Troca de equipe

Em abril, durante a primeira fase da operação, foi desarticulada organização criminosa que fraudou em R$ 400 mil licitações de merenda escolar em Paranhos.

Para evitar novos casos, segundo o prefeito Dirceu Bettoni (PSDB), toda equipe de licitações foi trocada e alterado conselho para acompanhamento dos processos.

“As vítimas foram os alunos porque não teve merenda e pela aquisição com superfaturamento de materiais que podiam ser investidos em outra área da educação”, pontuou Dirceu.

Documentos e pastas do setor de licitações foram, novamente, levados por policiais federais e auditores da CGU que estiveram no município. Eles já haviam realizado cópia de documentos digitais em abril, que possibilitaram ampliar a investigação sobre as fraudes.

Uso da alcunha Toque de Midas faz referência a expressão da mitologia grega a qual expressa que enriquecimento fácil pode se voltar contra seu beneficiado como castigo por sua ganância.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível
TRABALHO ESCRAVO
Ministério do Trabalho resgata 15 trabalhadores de situação degradante
GREVE CONTINUAM
Caminhoneiros desmentem acordo com Governo e mantêm paralisação na Capital
CRUELDADE
Pastor abusou, agrediu e matou filho e enteado carbonizados
DO CONTRA
Homem enfrenta caminhoneiros com motosserra em rodovia; veja o vídeo
NA RODOVIA
Carro furtado é encontrado sem as rodas e incendiado
FÁTIMA DO SUL - PREÇOS ABUSIVOS
Após preços da gasolina, consumidor pode acionar Procon e Ministério Público em Fátima do Sul
BLOQUEIO CAMINHONEIROS
Pelo menos 300 caminhões estão parados em pontos de bloqueio em Dourados
AGIO NO PETROLEO
Cinco postos de Dourados são autuados por venderem gasolina com preço abusivo
GREVE CAMINHONEIROS
Posto do Pina que cobrou R$ 8,99 pelo litro da gasolina é interditado