Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 24 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
dourados - investigação

Cuidador de carros pode ser pai da criança que ele matou e é suspeito de molestar as cunhadas

Cuidador teria um caso amoroso com a mãe da criança

3 Out 2013 - 10h33Por Dourados Agora

O guardador de carros, José F., suspeito de espancar a menina Beatriz, de cinco meses, que morreu segunda-feira no hospital, foi denunciado por estupros contra as cunhadas menores de idade. Os casos foram registrados ontem junto à Delegacia da Mulher de Dourados, depois que a sogra dele procurou o Conselho Tutelar.

De acordo com a polícia, há pelo menos três vítimas, uma criança de 6 anos e duas adolescentes, de 11 e 13 anos, cunhadas dele.

A delegada ouviu uma das adolescentes. Ela confirmou que vinha sendo molestada pelo cunhado. Segundo a adolescente de 13 anos, o homem teria praticando atos libidinosos sempre que elas ficavam sozinhas com ele em casa, enquanto a mulher, a sogra e a mãe do bebê que morreu guardavam carros ao redor do shopping de Dourados.

A polícia também investiga se José é o pai biológico da menina Beatriz. Ele está preso desde a segunda-feira, suspeito de homicídio. Foi espancado na cela da delegacia antes de ser removido para a PHAC.

Entenda o caso

Por volta das 22h de domingo, a equipe Alfa do Samu foi acionada até a rua Ivinhema, na Vila Índio, para atender a ocorrência de um bebê que teria caído do berço, conforme alegou a mãe, de 28 anos.

O bebê foi encaminhado ao Hospital da Vida e devido a gravidade transferido ao Hospital Universitário. Foi constatado durante exames que a criança não teria caído do berço e sim vítima de espancamento. Na manhã desta segunda-feira, o bebê teve morte cerebral.

O Conselho Tutelar foi acionado e na companhia do Serviço de Investigação Geral (SIG) da Polícia Civil esteve na casa da mãe do bebê. Ela foi detida e encaminhada à delegacia do 1º DP. Ao delegado Adilson Stiguivitis, a mulher disse que o bebê sofrera espancamento de um homem, morador na mesma casa.

Na delegacia, ambos trocaram acusações. O delegado ouviu também testemunhas que afirmaram que o homem, que vivia com mulher e filhos, também dava abrigo à mãe do bebê que trabalhava para ele guardando carros ao redor do shopping de Dourados.

De acordo com a polícia, o bebê vinha sendo vítima de agressões, que culminaram com sua morte. O guardador de carros está preso, autuado em flagrante por homicídio. A mãe da criança foi indiciada, está sendo investigada e pode ser autuada por omissão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL - ENTRE VICENTINA E FÁTIMA DO
Velocímetro de moto que matou jovem travou em 120 km/h em acidente entre Vicentina e Fátima do Sul
ACIDENTE FATAL - ENTRE VICENTINA E FÁTIMA DO
Identificado motociclista morto em acidente na MS-376 entre Vicentina e Fátima do Sul
EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
ACIDENTE FATAL
Cavalos na pista podem ter provocado acidente com vítima fatal no Anel Viário
ACIDENTE FATAL
Container tomba na empresa JBS e mata manobrista de carreta
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem se suicida após perseguir e matar esposa a facadas
ABANDONO
Fazendeiro é multado em R$ 320 mil após gado morrer de fome e sede
AVANÇOU SINAL
Passageiras ficam feridas em acidente entre ônibus e carro
SOB INVESTIGAÇÃO
Criança de 1 ano desaparece de dentro de casa em bairro de Dourados
ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia