Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
GOLPE

Cuidado: golpe da venda de carro na OLX já fez vítimas em MS

As vítimas, potenciais compradores de automóveis, tem entre 21 e 59 anos

26 Abr 2017 - 13h45Por Mídia Max

Condição imperdível, depósito antecipado. Assim 13 pessoas foram convencidas, por anúncio em classificados on-line, a comprar carros que nunca foram entregues em Mato Grosso do Sul.

Levantamento do Midiamax apurou que as vítimas, entre 21 e 59 anos, residem nas cidades de Anastácio, Caarapó, Campo Grande, Dourados, Maracaju, Miranda, Rio Brilhante e Sidrolândia. Juntas elas perderam R$ 22.220 em depósitos bancários no nome de terceiros.

Todos foram atraídos por anúncios no site OLX que apresentavam condições de parcelamento especiais ou mesmo valores abaixo de mercado. A negociação era intermediada com os estelionatários pelo WhatsApp. Depositado o dinheiro, a vítima era bloqueada no aplicativo.

Servidor público de 23 anos, que optou pelo anonimato, quase caiu no golpe. Ele relatou anúncio de GM Ônix 2016/2017 com entrada parcelada de R$ 8 mil e mais 72 prestações de financiamento. Ele desconfiou do pedido de R$ 3,7 mil antecipados para documentação.

“Conversei com o responsável do anúncio. Fui até Coxim com um amigo para ver o carro e fechar negócio, mas o local era estranho. Não fiz depósito e ele me bloqueou. Isso também aconteceu com outro anúncio de Naviraí que prometiam emitir boleto”, contou.

Prejuízo

Dentre os 13 boletins de ocorrência registrados, de janeiro a abril deste ano, três se destacam por utilizar nome de empresas de Amambai para validar a fraude. Em outros dois, o estelionatário cobrou deslocamento e suposto pneu furado de Volkswagen Saveiro Cross.

Transferências variaram entre R$ 500 a R$ 8.000 e estavam associadas a contas corrente ou poupança de terceiros, em sua maioria, vinculadas a Caixa Econômica Federal. Dentre os veículos estavam Toyota Hillux, GM Ônix, Corsa, Volkswagem Gol, Jetta, Parati, Saveiro e Fiat Uno.

Recomendações

Para evitar esse tipo de prejuízo o delegado adjunto Dmitri Erik Palermo, da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Defraudações e Falsificações (Dedfaz), recomendou que o comprador pesquise muito bem a pessoa ou empresa com que negocia e procure a delegacia de polícia em caso de fraude.

“É preciso reunir o máximo de informações como referência, endereço e telefones. Ir ao local para ver o produto e, só então, efetuar o pagamento. Carros ainda precisam ter pesquisa sobre fraude no número do chassi e consulta no departamento de trânsito”, ressaltou o delegado.

Outro lado

Sobre os casos de estelionato, assessoria de imprensa da OLX informou que prepara posicionamento junto com seu departamento jurídico. A plataforma também disponibiliza botão de denúncia em todos os anúncios, possibilitando que qualquer pessoa informe eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Nestes casos, a empresa consegue deletar o anúncio e banir o usuário.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em cima da hora
Policiais impedem estupro de garota, veja o vídeo
Douradina
Marido bêbado agride mulher com socos e filho amarra pai para defender mãe
Tragédia
Tiroteio em saída de festa deixa mortos e feridos
SIDROLÂNDIA
Motociclista de 29 anos morre ao colidir contra carreta na MS-060
Itaporã
Identificados os bandidos que assaltaram mini mercado em Montese
Transito Violento
Com três acidentes e 12 vítimas em um único dia, trânsito de Nova Andradina vive situação de alerta
Ladrões Azarados
Assaltantes perdem dinheiro roubado após rajada de vento; veja o vídeo
Multiplas fraturas
Motociclista “voa” após acidente e para embaixo de Viaduto
Amigo do Homem
Cachorro alerta moradora enquanto Taxista é agredido em tentativa de assalto
Monstruosidade
Homem é preso por suspeita de estuprar filho de apenas 3 anos