Menu
SADER_FULL
terça, 18 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
EXPLORAÇÃO SEXUAL

Casal é preso por abusar sexualmente de 14 adolescentes, atraídos por emprego

Segundo as investigações, as vítimas eram atraídas com a promessa de emprego.

21 Mai 2019 - 12h49Por TN Online

Um casal foi preso em Faxinal suspeito de explorar sexualmente em torno de 14 adolescentes. Segundo as investigações, as vítimas eram atraídas com a promessa de emprego. Uma garota que iria completar 13 anos teria sido obrigada a fazer sexo com um dos suspeitos, de 49 anos. 

                            O delegado de Faxinal, Ricardo Mendes, informou que as prisões aconteceram neste domingo (19) em um hotel da cidade, de responsabilidade do casal.
                            Ainda de acordo com o delegado, umas das vítimas procurou o conselho tutelar na sexta-feira (17) e denunciou que trabalhou como camareira e babá no hotel, mas que no último dia 24, foi chamada ao quarto do casal. A jovem contou que pensou que iria receber o salário, mas que ao entrar no cômodo a patroa de 34 anos tentou convencer a garota a manter relações sexuais com o casal.
                            “Com a negativa da jovem, a mulher trancou a porta e manteve relações sexuais com o marido na frente da funcionária. A jovem chorava e pedia por ajuda. Ela conseguiu pegar a chave do quarto, que havia caído no chão, abriu a porta, saiu correndo e depois procurou o conselho tutelar”, explica o delegado.
                            Após a primeira denúncia, a polícia e o conselho começaram a identificar as vítimas. Ao todo, 14 garotas já foram ouvidas e confirmaram os abusos.
                             O delegado repassou que ficou chocado com o depoimento de uma jovem de 13 anos, que relatou ter perdido a virgindade com o acusado.
                            “Ela contou em depoimento que estava prestes a completar 13 anos quando começou a trabalhar no hotel, e Iludida com a promessa de viagens para a praia e outros presentes, a jovem por pelo menos seis vezes manteve relações com o acusado. A jovem que é uma menina pequena, que ainda lembra uma criança, chorava muito ao relatar os fatos”, comenta o delegado.
As investigações apontaram que o casal, que era de Ivaiporã, já praticaria o crime há pelo menos quatro anos, desde que mudaram para o município.
De acordo com Ricardo, as vítimas não denunciaram antes pois eram ameaçadas pelo casal que deve responder por estupro de vulnerável e exploração sexual.
“O casal falava que iria bater nas garotas caso fizessem uma denúncia. Eles também ameaçavam elas de morte, falavam que iam matar toda a família. Inclusive passavam de carro na frente da casa das vítimas numa forma de amedrontar. Com medo, as garotas não procuraram ajuda, mas agora eles estão presos e vão responder pelos crimes”, finaliza Ricardo Mendes.
Na segunda-feira (20), mais vítimas foram ouvidas. No hotel, computadores, celulares e CDs foram apreendidos. O material irá passar por uma perícia. A polícia também vai apurar como as garotas foram contratadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

QUADRILHA
Quadrilha liderada por estudante de arquitetura, que fez família refém, é desarticulada
INSEGURANÇA
Por socorro índios recorrem ao governo estadual e ao MPF
AQUIDAUANA
Polícia faz buscas e prende advogada por sumiço de cocaína em delegacia
200 NOVOS AGENTES
Governo vai chamar 200 novos agentes penitenciários aprovados em concurso
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
ACERTO DO NARCOTRÁFICO
Dois corpos são localizados em menos de 5h na fronteira
DOENÇA DO SÉCULO
Sob pressão: mais um PM é encontrado morto em casa e suspeita é de suicídio
ACIDENTE FATAL
Paraguaia morre após colidir moto com 2 carros na BR-463 em Ponta Porã
TERROR NO PRESÍDIO
Briga de facções rivais deixa dez mortos em rebelião em presídio no Paraguai