Menu
SADER_FULL
sábado, 21 de setembro de 2019
CÂMARA BONITO SETEMBRO
Busca
UNIGRAN NET
EXPLORAÇÃO SEXUAL

Casal é preso por abusar sexualmente de 14 adolescentes, atraídos por emprego

Segundo as investigações, as vítimas eram atraídas com a promessa de emprego.

21 Mai 2019 - 12h49Por TN Online

Um casal foi preso em Faxinal suspeito de explorar sexualmente em torno de 14 adolescentes. Segundo as investigações, as vítimas eram atraídas com a promessa de emprego. Uma garota que iria completar 13 anos teria sido obrigada a fazer sexo com um dos suspeitos, de 49 anos. 

                            O delegado de Faxinal, Ricardo Mendes, informou que as prisões aconteceram neste domingo (19) em um hotel da cidade, de responsabilidade do casal.
                            Ainda de acordo com o delegado, umas das vítimas procurou o conselho tutelar na sexta-feira (17) e denunciou que trabalhou como camareira e babá no hotel, mas que no último dia 24, foi chamada ao quarto do casal. A jovem contou que pensou que iria receber o salário, mas que ao entrar no cômodo a patroa de 34 anos tentou convencer a garota a manter relações sexuais com o casal.
                            “Com a negativa da jovem, a mulher trancou a porta e manteve relações sexuais com o marido na frente da funcionária. A jovem chorava e pedia por ajuda. Ela conseguiu pegar a chave do quarto, que havia caído no chão, abriu a porta, saiu correndo e depois procurou o conselho tutelar”, explica o delegado.
                            Após a primeira denúncia, a polícia e o conselho começaram a identificar as vítimas. Ao todo, 14 garotas já foram ouvidas e confirmaram os abusos.
                             O delegado repassou que ficou chocado com o depoimento de uma jovem de 13 anos, que relatou ter perdido a virgindade com o acusado.
                            “Ela contou em depoimento que estava prestes a completar 13 anos quando começou a trabalhar no hotel, e Iludida com a promessa de viagens para a praia e outros presentes, a jovem por pelo menos seis vezes manteve relações com o acusado. A jovem que é uma menina pequena, que ainda lembra uma criança, chorava muito ao relatar os fatos”, comenta o delegado.
As investigações apontaram que o casal, que era de Ivaiporã, já praticaria o crime há pelo menos quatro anos, desde que mudaram para o município.
De acordo com Ricardo, as vítimas não denunciaram antes pois eram ameaçadas pelo casal que deve responder por estupro de vulnerável e exploração sexual.
“O casal falava que iria bater nas garotas caso fizessem uma denúncia. Eles também ameaçavam elas de morte, falavam que iam matar toda a família. Inclusive passavam de carro na frente da casa das vítimas numa forma de amedrontar. Com medo, as garotas não procuraram ajuda, mas agora eles estão presos e vão responder pelos crimes”, finaliza Ricardo Mendes.
Na segunda-feira (20), mais vítimas foram ouvidas. No hotel, computadores, celulares e CDs foram apreendidos. O material irá passar por uma perícia. A polícia também vai apurar como as garotas foram contratadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEODÁPOLIS - VIROU POLÍCIA
Confusão entre funcionários de hospital por causa de 'escala' termina na Delegacia em Deodápolis
DOURADOS - IRREGULARIDADES
Tetila é condenado a devolver R$ 173 mil por irregularidades na compra de ambulâncias em Dourados
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concurso abrirá 350 vagas para a Guarda Civil na Capital
TEMPESTADE
Temporal deixa rastro de destruição em cidade de MS
ACIDENTE GRAVE
Acidente com van escolar deixa dez crianças feridasí; duas estão em estado grave
TRAGÉDIA NA CIDADE
Assassinato de 3 pessoas e um suicídio assusta moradores de cidade
MORTE TRAGICA
Mulher morre após ter 98% do corpo queimado ao acender churrasqueira
CRIME DESVENDADO
Autor do Crime da Mala é identificado 11 anos depois por exame de DNA
CRIME DE PISTOLAGEM
Cabeleireira é morta a tiros em cidade paraguaia, fronteira com MS
FÁTIMA DO SUL - ENCONTRADA
Mãe agradece comunidade de Fátima do Sul pelo retorno de sua filha