Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Religião

Cardeal australiano George Pell é acusado de pedofilia; religioso nega

Pell é prefeito da secretaria para a Economia do Vaticano. Ele deverá se apresentar perante tribunal no dia 18 de julho.

29 Jun 2017 - 08h55Por G1

 

O cardeal australiano George Pell, encarregado de Finanças do Vaticano, foi acusado de pedofilia pela polícia da Austrália nesta quinta-feira (29). O religioso nega as acusações e pediu licença ao Vaticano para preparar sua defesa.

“O cardeal Pell enfrenta múltiplas acusações em relação a históricos crimes sexuais. Há várias reclamações relacionadas a essas acusações”, disse o vice-comissionário da polícia estadual de Victoria, Shane Patton, em uma coletiva de imprensa em Melbourne, sem dar detalhes sobre as acusações.

Pell foi acusado por convocação para se apresentar na corte de Melbourne no dia 18 de julho, disse Patton.

O cardeal reagiu negando "vigorosamente" todas as acusações de abuso sexual contra crianças e afirmou que viajará à Austrália para limpar seu nome. "Sou inocente, estas acusações são falsas. Desejo ter finalmente a oportunidade de comparecer à justiça ", declarou o número três do Vaticano, antes de anunciar que pretende retornar a seu país.

Segundo a agência Efe, Pell, máximo representante da igreja católica australiana, é suspeito de ter abusado sexualmente de menores quando era sacerdote na cidade de Ballarat (1976-80) e quando foi arcebispo de Melbourne (1996-2001), ambas em Victoria.

Em um comunicado, o Vaticano informa que o Papa Francisco foi informado sobre o pedido do cardeal e que, durante sua ausência, a secretaria de Assuntos Econômicos da Santa Sé prosseguirá com suas atividades de modo normal, segundo a France Presse.

"O Santo Padre, que valoriza a honestidade do cardeal Pell durante seus três anos de trabalho na Santa Sé romana, reconhece sua colaboração e, de modo concreto, sua enérgica entrega a favor das reformas no setor administrativo e econômico", afirma o Vaticano no texto.

A Santa Sé também expressa respeito pelo sistema judiciário australiano, mas destaca que é "importante recordar que o cardeal Pell condenou de forma aberta e repetida os atos de abuso (sexual) como imorais e intoleráveis".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acerto de Contas
Mulher é assassinada e companheiro é poupado pelos bandidos
Macabro
Filho que escondeu corpo de pai pode ser indiciado por três crimes
Briga de Familia
Homem é morto a golpes de faca em sobaria
FÁTIMA DO SUL
Policiais fecha boca de fuma e prende autor por trafico de droga e corrupção de menor em Fátima do Sul
Monstro
Câmera flagra irmão à procura de menina que teria sido abusada por prefeito de Bariri
Dourados
Carro de luxo atrai polícia e golpista de MT é preso em hotel de Dourados
CAMPO GRANDE
Mulher morre após ser atropelada e arremessada por 20 metros
MEIO AMBIENTE
Empresa é autuada em R$ 20 mil por derramamento de diesel na BR 262
MARACAJU
Homem com várias passagens pela polícia é encontrado degolado
Tragedia na Rodovia
Um morre e outro fica ferido em grave acidente