Menu
SADER_FULL
sexta, 25 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
INVESTIGAÇÃO

Câmeras podem ter flagrado momento em que homem atirou no namorado da ex

22 Mai 2017 - 16h44Por CAMPO GRANDE NEWS

Serão analisadas pela equipe de criminalística da Polícia Civil as câmeras de segurança dos imóveis vizinhos ao local onde Erlanderson Vaz da Silva de 38 anos, foi baleado com seis tiros na noite da última terça-feira (16), pela Rua Sílvio Romero no Jardim São Lourenço em Campo Grande.

Testemunhas do momento em que Dagoberto Lima Rocha de 41 anos atirou contra a vítima também já foram ouvidas, inclusive a namorada da vítima, de 33 anos, e que presenciou o crime.

O próprio Erlanderson já foi ouvido pela polícia e ainda segundo a delegada Célia Maria Bezerra da 4ª Delegacia de Polícia da Capital, e que é responsável pela investigação, o inquérito policial sobre o caso dever ser concluído nos próximos dias.

Mais detalhes sobre o crime não serão divulgadas a pedido da família da vítima à polícia.

Depoimento - No último dia 18, Dagoberto prestou depoimento a polícia e inclusive entregou a arma usada no crime. No entanto, por não ter havido situação de flagrante ele foi liberado.

Em contato com a redação o advogado do suspeito, Francisco Guedes Neto informou que o cliente vai continuar colaborando com a investigação. O advogado ainda ressaltou que Dagoberto não premeditou o crime, mas preferiu não comentar sobre o que teria motivado os disparos.

Quadro clínico – Erlanderson ainda segue em observação na Santa Casa de Campo Grande. Ele foi transferido da área amarela dos hospital para a UCP (Unidade de Cuidados Prolongados) do hospital, no último sábado (20), onde passa por tratamentos de reabilitação motora principalmente dos movimentos de seu rosto, sendo que um dos disparos atingiu a boca da vítima.

Na última semana ele passou por pelo menos três procedimentos cirúrgicos sendo que o mais complexo deles foi a cirurgia de buco-maxilo-facial ( de reconstrução da face). A vítima já não respira mais sobre a ajuda de aparelhos, está consciente e seu quadro clínico é considerado estável, segundo a Santa Casa de Campo Grande.

O crime - Por volta das 23h da última terça-feira (16), Dagoberto teria baleado Erlanderson Vaz da Silva de 38 anos, com seis tiros. O empresário estava com uma mulher de 33 anos, que seria ex do suposto autor. O crime ocorreu na Rua Sílvio Romero, no Jardim São Lourenço, em Campo Grande enquanto o casal estava em uma picape Saveiro. O autor fugiu após o crime.

Assustada, a mulher ainda gritou para que o ex parasse, mas sem sucesso. Após o crime, o ex-marido fugiu. Mesmo ferida, a vítima foi dirigindo até o posto de saúde do Bairro Tiradentes, onde recebeu os primeiros socorros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível
TRABALHO ESCRAVO
Ministério do Trabalho resgata 15 trabalhadores de situação degradante
GREVE CONTINUAM
Caminhoneiros desmentem acordo com Governo e mantêm paralisação na Capital
CRUELDADE
Pastor abusou, agrediu e matou filho e enteado carbonizados
DO CONTRA
Homem enfrenta caminhoneiros com motosserra em rodovia; veja o vídeo
NA RODOVIA
Carro furtado é encontrado sem as rodas e incendiado
FÁTIMA DO SUL - PREÇOS ABUSIVOS
Após preços da gasolina, consumidor pode acionar Procon e Ministério Público em Fátima do Sul
BLOQUEIO CAMINHONEIROS
Pelo menos 300 caminhões estão parados em pontos de bloqueio em Dourados
AGIO NO PETROLEO
Cinco postos de Dourados são autuados por venderem gasolina com preço abusivo
GREVE CAMINHONEIROS
Posto do Pina que cobrou R$ 8,99 pelo litro da gasolina é interditado