Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
MEMBROS DA FACÇÃO

Brasileiros, um deles natural de Fátima do Sul, são presos com drogas e armas no Paraguai

Foram presos por volta das 6h, em Pedro Juan Caballero

2 Jun 2017 - 14h44Por DOURADOS AGORA

Dois brasileiros, um de 34 anos, nascido em Fátima do Sul (MS), e outro de 27, nascido em São Paulo, que são supostos membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), foram presos por volta das 6h, desta quinta-feira, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul.

As prisões foram feitas em duas casas por uma força-tarefa da polícia paraguaia, que incluiu agentes da Unidade Especial de Inteligência Antinarcóticos e Atos Ilícitos Relacionados e da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), em cumprimento a mandado expedido pelo juiz de Garantias Penais de Assunção, capital do Paraguai.

No momento das prisões, cada um dos suspeitos estava com uma mulher. Nas casas, os policiais paraguaios apreenderam uma pequena quantidade de droga, 16,3 gramas de cocaína, 16 telefones celulares, uma caminhonete, duas pistolas austríacas Glock, e grande quantidade de munição: 66 projéteis calibre 9 milímetros, 20 de 5,56 milímetros, 18 para espingarda winchester 357 e 8 de 811 milímetros, além de quatro caixas vazias de pistolas, uma mochila tática, um cinturão tático e três coldres. O promotor de Justiça que acompanhou as prisões pediu o auxílio da Polícia Civil do Brasil para identificar os dois suspeitos.

Pulp Fiction

Na segunda-feira (29), em outra operação da polícia paraguaia contra o PCC, foram apreendidos 513 quilos de cocaína em uma pista de voo clandestina em Bella Vista do Norte. A tripulação da aeronave que seria responsável pelo transporte da droga foi encontrada no aeroporto de Pedro Juan Caballero. Essa ação, executada por policiais da Senad, teve como principal objetivo desmantelar o centro de operações aéreas do PCC no Paraguai, considerada a maior estrutura de tráfico aéreo do país. Segundo apurado pela Polícia Nacional do Paraguai, a estrutura da facção criminosa era capaz de operar média de 20 voos mensais com remessas de droga desde a Bolívia até Brasil e Europa, totalizando cerca de 5 toneladas de cocaína por mês.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IRREGULARIDADES
MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e dois ex-secretários por falta de investimentos na saúde
Fatalidade
Trabalhador morre eletrocutado em propriedade rural
Tragedia
190km/h: Motorista e passageiro morrem em grave acidente
Macabro
Até ser descoberto, homem pedia marmita para o pai morto
Perdeu o controle da direção
Caminhão bitrem carregado com 38 toneladas de soja tomba na MS-480
Agressão
Ex-marido toma celular, quebra o chip e agride a ex-mulher em Deodápolis
Lei Islamica
Casais apaixonados e prostitutas são punidos com chicotadas em público
DEODÁPOLIS - CASO DE POLÍCIA
DEODÁPOLIS: DOF faz grande apreensão de armas e munições contrabandeadas do Paraguai
Assalto a ônibus
Tiroteio durante assalto dentro de ônibus deixa três mortos e quatro feridos
GLÓRIA DE DOURADOS - Perseguição
Policiais prende homem por porte de munições após fuga em Glória de Dourados