SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 28 de Junho de 2017
DELPHOS_FULL
1 de Junho de 2017 10h45

Atual campeão, MS é estado a ser batido no Brasileirão de laço comprido

Campo Grande News

Um show de habilidades e técnicas em montaria. É o que se espera da quinta edição do Campeonato Brasileiro de Laço Comprido, que será disputada na arena do Parque do Peão, na saída para o distrito de Rochedinho, em Campo Grande, no período de 10 a 18 de junho. O evento batizado de Brasileirão vai reunir seleções estaduais de laçadores em uma espécie de Copa do Mundo da modalidade.

Mato Grosso do Sul é o atual campeão brasileiro e será o estado a ser batido. A expectativa é de que terá grandes adversários na luta para tentar manter o título da competição que exige perfeita sintonia da parceria entre cavalo e laçador.

“Vai ser um belo campeonato. Teremos aqui a participação de seleções de todos os estados. São equipes de cinco laçadores, os melhores de cada Estado, e isso garante uma disputa em alto nível pelo título de campeão brasileiro em Campo Grande”, disse Abeldes Junior, diretor de esportes do CLC (Circuito de Laço Comprido), em entrevista ao Campo Grande News.

Com uma estrutura montada em 100 hectares, a 12 Km da área urbana de Campo Grande e à beira da rodovia MS-010, o Parque do Peão é considerado o principal palco coberto de laço comprido do Brasil. Em junho, além do Brasileirão, a arena irá receber várias competições paralelas, como a 4ª edição do Pré-Futurity com cavalos de raça, onde o competidor é o animal, a final do 7ª Campeonato sul-mato-grossense de Laço Comprido.

 
Pela regra, o laçador deve segurar o cavalo no brete até a saída do boi. Se entrar antes na pista perde ponto (Foto: CLC/Divulgação)Pela regra, o laçador deve segurar o cavalo no brete até a saída do boi. Se entrar antes na pista perde ponto (Foto: CLC/Divulgação)

A disputa do Pré-Futurity, promovido pelo Núcleo Sul-mato-grossense de Criadores de Cavalo Quarto de Milha, vai abrir a programação nos dias 10 e 11 de junho.

Na agenda estão as disputas do Lançador Individual, com a participação de todos os competidores de todos os estados, e aí o vencedor significa ser o melhor do Brasil, e as provas por idade, torneios de Duplas, Amazonas, e as competições por idade: Veterano, acima de 60 anos, o Fraldinha para crianças (5 a 10 anos), o Mirim (10 a 15 anos) e o Adulto a partir de 15 anos.

“A nossa expectativa é reunir em torno de mil competidores em Campo Grande em todas as categorias”, prevê Abeldes Junior.

Como é o esporte - A prova do laço comprido consiste em laçar o boi, que é solto à frente do competidor montado a cavalo. É conhecida com outros nomes como Tiro de Laço no Rio Grande do Sul, mas o nome mais popular é laço comprido. Desde o brete (compartimento que retém os cavalos) a competição já está valendo e o peão sendo avaliado.

O laçador deve segurar o cavalo no brete até a saída do boi. O cavalo não deve entrar antes. Se houver a saída antecipada do peão, há a penalização em dois pontos. Se a culpa for do cavalo, a punição chega a cinco pontos. Se o cavalo atropelar o boi também há punição, normalmente com a perda de 1 ponto.

A técnica da distância é um dos segredos do laço comprido, considerando que na primeira tentativa o boi já deve ser laçado nos dois chifres para não se soltar e evitar a perca de pontos. O peão deve manter a distância correta quando o boi estiver correndo. Pouco antes de laçar, o peão acelera e para logo em seguida para a laçada.

A prova é realizada em uma pista onde correm os laçadores e os bovinos, denominada cancha com um ponto demarcado chamado raia. O laçador deve arremessar seu laço antes de seu cavalo ultrapassar a marca de 100 metros. O competidor tem cerca de 30 metros para fechar a laçada em torno dos chifres do animal.

Comentários
Veja Também
MBO_SEGURANÇA_300
Nossa_Lojas
LÉO_GÁS_300
Últimas Notícias
  
AGÊNCIA_SUCURI_LATERAL
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.