Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 19 de maio de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
MEXEU COM A ESPOSA

Armado, homem se diz policial e invade hospital para agredir filho de paciente

Disse a vítima que quer matá-lo por mexer com sua esposa

6 Mai 2019 - 15h52Por Midiamax

Na noite deste domingo (5), um homem armado se dizendo policial civil invadiu o Hospital São Julião, no bairro Nova Lima em Campo Grande e agrediu o filho de 42 anos, de um paciente internado a 12 dias no local.

Informações do boletim de ocorrência são de que a invasão teria acontecido por volta das 18 horas, quando o homem que se disse policial civil e entrou no hospital e encontrou a vítima que estava acompanhando seu pai, que estava internado a 12 dias.

Quando o autor avistou a vítima foi para ‘cima’ dela e passou a apertar seu pescoço e desferir tapas no rosto do homem afirmando que ia mostrar a ele como não mexer com a esposa dos outros. Funcionários do hospital tiveram de conter o homem, que saiu falando que ia ‘encher a cara de tiro’ da vítima na rua.

Depois foi descoberto que o homem não era policial e sim segurança de uma loja na Avenida Afonso Pena, e que sua esposa era auxiliar de enfermeira no hospital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABSURDO - CRIME
Mãe e pai tiram a vida de bebê recém-nascida de 15 dias
ASSASSINATO EM MS
Catador de recicláveis é assassinado a pauladas em cidade do MS
AÇÕES ROSE MODESTO
Rose Modesto quer aumentar pena por feminicídio, Assista a entrevista
SEQUESTRO
Suspeito de manter adolescente em cárcere privado é preso em flagrante
FATALIDADE
Caminhão enrosca em fiação elétrica e provoca morte de idosa em Pérola
DISCUSSÃO FATAL
Em briga de casal, pai arremessou vaso e matou criança de 9 meses
COVARDIA
Motorista fecha porta e dá chute em idoso para impedir embarque em ônibus. Veja o Video
FÁTIMA DO SUL - MAIO AMARELO
Com panfletagem, ações do Maio Amarelo é iniciado em Fátima do Sul
ACIDENTE FATAL
Identificado motociclista que morreu após bater em ônibus entre Itaporã e Dourados
JUSTO - NO SENADO
Comissão do Senado aprova projeto que obriga presos a pagarem por suas despesas