MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 11 de Dezembro de 2017
RIO_DOURADOS
9 de Outubro de 2017 15h33

Vítima recebeu ligação misteriosa antes de ser encontrada decapitada

Rudnei da Silva Rocha, o “Babidi”, 22 anos, foi encontrado morto na noite de sábado (7)

Campo Grande News

Antes de ser encontrado morto e sem cabeça, Rudnei da Silva Rocha, o “Babidi”, 22 anos, recebeu uma ligação misteriosa. Questionado pela família, o rapaz apenas disse “é coisa minha” e depois desapareceu.

O relato é de sexta-feira (6) e um dia depois o corpo de “Babidi” foi achado em uma entrada vicinal na região do Indubrasil em Campo Grande.

Para o irmão, Rudcley da Silva Rocha, 27 anos, a vítima não tinha qualquer envolvimento com facções criminosas, mas frequentemente recebia ligações que intrigavam a todos. “Ele [Rudnei] era muito família. Contava tudo para nós, só não sobre essas ligações que recebia”, revela.

Sobre o dia que desapareceu, o irmão detalha, que antes de Rudnei sair de casa, sua mãe o chamou para conversar. Ela perguntou o que estava acontecendo, porém o rapaz voltou a dizer “é coisa minha”.

“Fui a polícia e registrei o desaparecimento. No dia seguinte voltei para saber se acharam algo, foi quando me disseram que ele estava morto”, lamenta.

Corpo foi encontrado em uma estrada vicinal no Indubrasil (Foto: Direto das Ruas)Corpo foi encontrado em uma estrada vicinal no Indubrasil (Foto: Direto das Ruas)

Questionado, o irmão revela que Rudnei usava drogas, mas um problema de saúde o obrigou a parar. “Entre junho e julho deste ano ele quase morreu. Precisou fazer uma drenagem no pulmão e ficou internado 32 dias no Hospital Regional. Lá, o médico disse que se ele não parasse de usar drogas com certeza morreria”, diz.

Fã de tereré com os amigos em frente de casa, Rudnei nasceu e foi criado no bairro Moreninha onde também trabalhava com a mãe. “Minha mãe fazia salgados e ele saia para vender. No fim do dia entregava todo o dinheiro certinho”, conta.

Decapitado – O corpo foi encontrado por volta das 22h, enrolado em um colchão, separado da cabeça.

Segundo o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, Enilton Pires Zalla, moradores da região acionaram a Polícia Civil. Assim que os investigadores chegaram ao local, reconheceram o rapaz desaparecido.

Antes mesmo de encontrarem o corpo, as equipes de investigação já trabalhavam com a hipótese de execução. O motivo: a guerra entre facções.

Babidi nasceu e foi criado no bairro Moreninhas (Foto: Arquivo Pessoal)"Babidi" nasceu e foi criado no bairro Moreninhas (Foto: Arquivo Pessoal)

“Pela minha experiência e pelo que foi apurado até o momento, a execução pode ser motivado por envolvimento com facções criminosas”, explicou Zalla.

Sem falar em siglas, o delegado afirmou que a suspeita é de que um grupo criminoso tenha descoberto a participação de Rudnei em uma organização rival.

Os peritos não encontraram vestígios de sangue, o que confirma a suspeita de que a vítima foi assassinada em outro local e deixada na estrada vicinal. Ainda conforme Zalla, Rudnei foi assassinado cerca de seis horas antes e apresentavam sinais de tortura. “Possivelmente ele foi torturado antes de morto”.

Rudnei possuía uma longa ficha criminal com passagens por tráfico de drogas e furto.

Comentários
Veja Também
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
LOJA_02
ÓTICA_DOURADOS
Últimas Notícias
  
LISTINHA_ONLINE
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.