Menu
SADER_FULL
quinta, 23 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
CANONIZAÇÃO

Papa e igreja não são inimigos do governo brasileiro, diz Mourão

Vice-presidente está em Roma para canonização de Irmã Dulce

13 Out 2019 - 08h04Por Agência Brasil

O papa Francisco e a Igreja Católica não são inimigos do governo brasileiro. A afirmação foi do vice-presidente, Hamilton Mourão, em entrevista coletiva hoje (11) em Roma, na Itália. O representante do Executivo Federal está na cidade para a cerimônia de canonização da beata baiana Irmã Dulce, marcada para o domingo (13).

Na cidade ocorre também o Sínodo da Amazônia, organizado pelo Vaticano, com o tema  “Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”. No evento representações diversas, como de indígenas e organizações da sociedade civil, criticaram a atuação do governo brasileiro no tocante à proteção do meio ambiente.

Mourão disse que não há tensão entre o governo federal e a Igreja Católica na questão ambiental. Mourão disse que vai se reunir com secretários do Papa Francisco e levar as medidas adotadas pelo Executivo, defendendo a atuação da gestão sobre a região.

“A mensagem que quero passar é que a Amazônia brasileira é brasileira. É responsabilidade nossa preservá-la e protegê-la. Não queremos ser colocados como governo da motosserra, exterminador de indígena, não respeita os direitos humanos. É responsabilidade do governo, e mais ninguém, preservar e proteger a Amazônia”, afirmou.

O vice-presidente foi questionado por jornalistas acerca de denúncias de lideranças indígenas sobre a posição do governo de não demarcar mais terras para essas populações. Mourão respondeu reiterando argumentos já apresentados pelo governo federal.

“O Brasil tem 14% do seu território de terra indígena, uma quantidade expressiva. O número de indígenas não é tão grande. O que está demarcado tem que ser protegido. Temos tido dificuldade em razão dos incidentes de queimada, garimpo ilegal. Para depois ver se é o caso de novas demarcações”, assinalou.

Mourão informou que além dos diálogos sobre o Sínodo e da cerimônia de canonização da Irmã Dulce, irá se reunir com empresas italianas e com representantes do governo italiano, tanto com o presidente, Sérgio Mattarella, quanto com o primeiro-ministro do país, Giuseppe Conte.

“Não é pura e simplesmente viagem para o evento religioso, mas ter oportunidade de dialogar com pessoas que podem auxiliar o país, investir no país e fazer parte do papel diplomático. Acredito que no próximo ano, o presidente estará aqui na Itália”, adiantou.

No domingo, Mourão participará da cerimônia de canonização da beata Irmã Dulce. No mesmo dia, a homenageada ganha o primeiro santuário do mundo dedicado a ela: a Paróquia e o Santuário Santa Dulce dos Pobres, em Salvador.

Além de Irmã Dulce, serão canonizados os seguintes beatos: John Henry Newman, cardeal, fundador do Oratório de São Filipe Néri na Inglaterra; Giuseppina Vannini (no século Giuditta Adelaide Agata), fundadora das Filhas de São Camilo; Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família e Margherita Bays, Virgem, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.

A expressão “anjo bom da Bahia” não é à toa: Irmã Dulce, que morreu em 1992 aos 78 anos, dedicou a vida aos pobres, doentes e aos socialmente excluídos. Na década de 1940, a irmã não tinha para onde ir com 70 doentes, e conseguiu abrigar as pessoas em um galinheiro, ao lado de um convento de Salvador. Hoje, as Obras Sociais Irmã Dulce realizam, segundo a entidade filantrópica, 3 milhões de procedimentos ambulatoriais, por ano, em todo o estado da Bahia – e só faz atendimentos gratuitos, pelo SUS.

Em Salvador, a missa em homenagem à Santa Dulce dos Pobres vai ser tamanho família: a arena Fonte Nova será o palco da festividade dos baianos e visitantes, católicos ou não, que vão celebrar, em 20 de outubro, a canonização.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTATÍSTICAS
Datafolha: 50% dos brasileiros são católicos, 31%, evangélicos e 10% não têm religião
IASD - FATIMA DO SUL
Adventistas do Sétimo Dia distribuíram mais de 500 itens de alimentos para carentes de Fátima do Sul
POLÊMICA
Após ameaças, padre desiste de montar presépio sobre devastação da Amazônia na Glória
CASAMENTO COMUNITÁRIO
Em busca do sonhado sim, 34 casais vão ao altar neste sábado
ADVENTISTAS EM AÇÃO
Adventista do Sétimo Dia distribuirão Cestas de Natal aos carentes em Fátima do Sul
PALAVRA DE DEUS
WhatsApp leva pessoas a estudarem a Bíblia no interior de SP
MENSAGEM DO LEITOR
Deus em primeiro lugar em nossa vida
SAUDADE
Padre Marcelo Rossi relembra batismo de Gugu no rio Jordão
RELIGIÃO
Adventistas realizarão retiro espiritual final de semana em Fátima do Sul
SANTA LUZIA
Comunidade realizará festa em honra a padroeira Santa Luzia em Fátima do Sul