Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 18 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
COMOÇÃO

Jovem de 16 anos morre de leucemia e comove a cidade

Rebeca Samara Matheus descobriu a doença há apenas quatro dias

12 Set 2018 - 11h21Por JC Net.com.br
Na noite dessa terça-feira (11), houve até fila no velório para dar adeus à Rebeca Samara (abaixo)
Reprodução/Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Deus deu. Deus recolhe. Sempre vou agradecer e nunca perguntar o porquê". A frase é do pastor da Comunidade Evangélica Restaurar Delton Tadeu Matheus, ao falar da morte precoce da filha Rebeca Samara Matheus, de 16 anos. Ela morreu ontem de manhã, apenas quatro dias depois de descobrir um câncer no sangue. A partida repentina comoveu toda a cidade.

O velório reuniu centenas de pessoas e foi necessário, inclusive, interditar a quadra 25 da av. Castelo Branco, onde fica a igreja, cenário da despedida da jovem nesta terça-feira.

Segundo o pai, Rebeca passou mal na última quinta e precisou ser levada a uma unidade hospitalar privada da cidade, onde foi diagnosticada com forte gripe. "Ela voltou para casa e, na sexta, começou a vomitar e a levamos novamente ao hospital", relata o pastor.

Com dores na cabeça, a jovem foi submetida a uma tomografia, que mostrou um coágulo no cérebro. O exame de sangue confirmou que se tratava de leucemia. "Ela não teve nenhum sintoma antes. O médico disse que essa doença costuma vir do nada e é muito agressiva. Abaixa as plaquetas sanguíneas e o sangue não consegue coagular. Ela teve uma espécie de AVC e morte cerebral. Acreditamos que Deus poderia fazer um milagre".

'MOVIMENTOU O MUNDO'

Entretanto, Rebeca não resistiu e morreu na manhã desta terça-feira (11), apenas quatro dias após ter sido diagnosticada com câncer. "Ela movimentou o mundo inteiro com pedidos de oração na Europa, nos Estados Unidos, Japão. Hoje (terça-11), no Hemonúcleo, houve o maior número da história do Centro de pessoas para doar sangue. Mais de 200 voluntários", conta Delton.

"Ela quebrou um protocolo muito lindo porque todas as placas de igrejas, as evangélicas e católicas, tanto de Bauru quanto da região, vieram aqui orar com a gente. Se sensibilizaram e oraram nesses quatro dias. As enfermeiras disseram que nunca teve tanta gente no estacionamento do hospital orando. Rebeca, em hebraico, significa 'aquela que une'. E, de fato, ela uniu todos os pastores e todos os padres em oração", finaliza o pastor, muito emocionado.

Além do pai, Rebeca deixa a mãe, a também pastora Renata Ariane Costa Matheus, e dois irmãos, Denton, de 14 anos, e Samuel, de 7.

Seu corpo está sendo velado na avenida Castelo Branco, 26-26, em Bauru. E seu sepultamento está marcado para o dia 12 de setembro, às 9h30, no cemitério do Ypê.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Morador de Ivinhema morre após sofrer acidente doméstico
LUTO NA CULTURA
Lenda dos palcos, atriz e cantora Bibi Ferreira morre aos 96 anos
LUTO NA IGREJA CATÓLICA
Morre aos 29 anos o padre Thiago, recém empossado na paróquia de Campo Grande
LUTO - FATIMA DO SUL
Aos 77 anos, faleceu o Braz, antigo morador do Lar dos Idosos de Fátima do Sul
LUTO - FATIMA DO SUL
Fátima do Sul se despede do pioneiro fotógrafo Zenilton
LUTO - FATIMA DO SUL
Fátima do Sul da adeus ao produtor rural Arlindo Pereira
A DOR DA PARTIDA
'Ainda não caiu a ficha', diz Sonia Lima sobre morte de Wagner Montes
LUTO - FATIMA DO SUL
Fátima do Sul se despede do pioneiro Alexandre aos 96 anos
LUTO - FATIMA DO SUL
Morre aos 100 Anos Vô Gois, pai do advogado Mauricio Gois, em Fátima do Sul
ACIDENTE FATAL
Jovem de Anaurilândia morre após ficar internado em Dourados