Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de fevereiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ARTIGO DO DIA

ARTIGO: 'Depressão um elástico que te segura', Por Luciano Gazola

ARTIGO: 'Depressão um elástico que te segura', Por Luciano Gazola

18 Abr 2019 - 08h56Por LUCIANO GAZOLA
ARTIGO - DEPRESSÃO - 
 
*POR LUCIANO GAZOLA
 
Eu era criança, ainda morava no  Bairro Modelo em Ijuí, tinha lá meus sete anos. 
Soube que um jovem tirou sua propria. 
Não entendia direito o que tinha acontecido,  mas criava ali alguns medos.  Tinha medo de passar em frente da casa onde ele morava pois  diziam que a casa tinha ficado “mal assombrada". 
Me contaram que tinha moedas em cima de seus olhos no velório porque morreu com os olhos esbugalhados. 
Com o tempo a gente cresce as casas deixam de ser assombradas, e é a vez das almas se assombrarem.
Quanta gente assombrada por medos, tristezas, vazios e ilusões.
Vi outro dia que o idoso que se suicidou porque não queria dar trabalho.
Vi outro dia que uma criança de 12 anos se suicidou e ninguém sabe dizer o porquê.
Sem essa de cemitério separado pra suicida... ou céu e inferno.Tudo isso é mais do que religião, é vida ou o fim dela. 
O que é o suicídio senão o cume de uma depressão?
 E Depressão não é coisa de gente fraca ou louca, aliás depressão é coisa de gente forte, tão forte que não quis ser fraco e adoeceu.
Nesse mundo onde todos são fortes ser fraco é inaceitável, mas só quem consegue se ver fraco é capaz de se fortalecer.
Você consegue se imaginar preso há um elástico? Tentando correr, sabendo pra onde quer  ir e voltando sempre pro mesmo lugar? Pois é. 
Esse elástico rouba as suas forças.
Esse elástico te impede de sair do lugar.
Esse elástico te cansa.
Esse elástico uma hora te puxa pra trás com mais força do que você usou pra ir pra frente.
Uma hora você se entrega. Você se cansa.
O problema é que quando você vai pra frente você se mostra e quando você vai pra trás você se esconde. 
Quem te vê sorrindo não consegue imaginar o que você sente quando o elástico te arrasta de volta.
Por isso você não tem ajuda, é você que precisa se ajudar.
Mas você acha que vai arrebentar o elástico. Não vai. 
Aliás é achando que você se perde.
Você acha que vai passar.
Você acha que um dia você para com a correria. Não para.
Você acha que dá tempo. Mas não dá. 
Você acha que vai pegar tudo que teu coração almeja e aí vai descansar, mas não vai pegar. Nem descansar.
Você acha que vai dar tempo de se cuidar, mas não vai dar.
Quem tá no elástico precisa se mostrar, acredite é sabendo que é fraco que você pode se fortalecer. Se ajude.
 Não culpe ninguém, não se culpe, se ajude. 
E o nosso desafio?
Notar, notar as pessoas, percebê-las. Olhar por trás do sorriso, entender que quase todos sentem as mesmas coisas, escondem as mesmas coisas. 
No fundo somos quase todos fracos se mostrando fortes. 
A fé sempre ajuda. 
Mas são as mãos frágeis de quem se vê humano que operam milagres.
Depressão não é frescura, não é loucura, não é coisa do “diabo”, depressão é o resultado da ilusão dos fortes.
Note e se deixe notar...
Que Deus nos ajude.
 
Luciano Gazola, teólogo, professor, chefe de cozinha e comerciante.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARTIGO DA SEMANA
ARTIGO: 'Sobre o dias dos finados', Por Luciano Gazola
ARTIGO DA SEMANA
ARTIGO: Todo mundo foi criança um dia, Por Luciano Gazola
ARTIGO
ARTIGO: Calebe o empreendedor da Bíblia, Por Luciano Gazola
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
ARTIGO DIA DAS MÃES
ARTIGO: Mãe é algo sobrenatural, e sem dúvidas um sentimento com poderes, Por Luciano Gazola