Menu
SADER_FULL
quarta, 17 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
PREDADORA DE RARIDADES

Mulher é presa por comer animais ameaçados a fim de ganhar dinheiro no YouTube

Pelo cardápio exótico e criminoso, Ah Lin Tuch acabou presa.

16 Mai 2018 - 08h26Por Extra

Há gente interessado em tudo no YouTube. Como os assinantes de um canal onde uma mulher fazia vídeos em que aparecia comendo vários tipos de animais - alguns deles protegidos por leis ambientais ou ameaçados de extinção.

Pelo cardápio exótico e criminoso, Ah Lin Tuch acabou presa. Os vídeos eram feitos em uma área de mata nos arredores de Phnom Penh (Camboja) com ajuda com marido de An Lin. Identificado como Phoun Raty, ele também foi preso.

Nos vídeos, An Lin dizia mostrar suas "habilidades de sobrevivência". No cardápio da cambojana estavam um raro gato pescador, sapos e pássaros protegidos. Tudo era preparado de forma bastante rústica.

 

Ah Lin Tuch se prepara para cozinhar uma ave protegidaAh Lin Tuch se prepara para cozinhar uma ave protegida Foto: Reprodução/YouTube

 

De acordo com reportagem do "Metro", An Lin e o marido ganhavam cerca de US$ 500 por cada propaganda exibida nos seus vídeos.

Autoridades ambientais do Camboja investigam se os animais eram mortos pela dupla em seus ambientes naturais ou enviados a ela para a gravação dos vídeos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOLPISTA
Marido engana esposa durante anos fingindo ter câncer terminal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente entre carro e caminhão mata duas crianças e dois adultos no Paraguai
IRRESPONSABILIDADE
Motorista é suspenso por deixar macaco dirigir ônibus
SINISTRO
Americana 'se casa' com o noivo morto
OVNI
Objeto 'alienígena' aparece em praia dos EUA
SANGUE FRIO
Homem pedala 20 quilômetros até delegacia segurando cabeça decapitada
HONESTIDADE
Menino de nove anos recebe homenagem por devolver carteira com dinheiro
CORAGEM
Homem corta a própria mão fora depois de ficar preso em máquina de moer carne
ASSASSINATO
Corpo de brasileira é encontrado às margens de estrada no Paraguai
VIOLENCIA DOMESTICA
Brasileira agredida pelo namorado nos EUA faz alerta sobre relacionamento abusivo