Menu
SADER_FULL
sábado, 26 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
PREDADORA DE RARIDADES

Mulher é presa por comer animais ameaçados a fim de ganhar dinheiro no YouTube

Pelo cardápio exótico e criminoso, Ah Lin Tuch acabou presa.

16 Mai 2018 - 08h26Por Extra

Há gente interessado em tudo no YouTube. Como os assinantes de um canal onde uma mulher fazia vídeos em que aparecia comendo vários tipos de animais - alguns deles protegidos por leis ambientais ou ameaçados de extinção.

Pelo cardápio exótico e criminoso, Ah Lin Tuch acabou presa. Os vídeos eram feitos em uma área de mata nos arredores de Phnom Penh (Camboja) com ajuda com marido de An Lin. Identificado como Phoun Raty, ele também foi preso.

Nos vídeos, An Lin dizia mostrar suas "habilidades de sobrevivência". No cardápio da cambojana estavam um raro gato pescador, sapos e pássaros protegidos. Tudo era preparado de forma bastante rústica.

 

Ah Lin Tuch se prepara para cozinhar uma ave protegidaAh Lin Tuch se prepara para cozinhar uma ave protegida Foto: Reprodução/YouTube

 

De acordo com reportagem do "Metro", An Lin e o marido ganhavam cerca de US$ 500 por cada propaganda exibida nos seus vídeos.

Autoridades ambientais do Camboja investigam se os animais eram mortos pela dupla em seus ambientes naturais ou enviados a ela para a gravação dos vídeos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GREVE DOS CAMINHONEIROS
Governo publica decreto que autoriza uso das Forças Federais
TRAGÉDIA NA FERROVIA
Apos colidir com caminhão Trem descarrila e deixa mortos e feridos
BIZARRO
Mulher é filmada fazendo sexo oral em réu dentro de tribunal
FAMOSIDADES
Ator Jet Li aparece irreconhecível e preocupa fãs
FATALIDADE
Sem-teto morre com R$ 4,5 milhões em conta bancária
A CASA CAIU
Barraco: mulher flagra marido com amante em aeroporto; veja o vídeo
INCIDENTE AÉREO
Janela de avião quebra Copiloto foi 'parcialmente sugado'
AMIGO DO HOMEM
Cadela abandonada passa por transformação ao ser resgatada e seu depois vai te deixar emocionado
CIENCIA X TECNOLOGIA
Cirurgiões transplantam orelha 'criada' no antebraço de soldado
TIROTEIO EM FAZENDA
Sete pessoas, a maioria crianças, encontradas mortas em fazenda