Menu
SADER_FULL
quinta, 14 de novembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
AÇÕES DO GOVERNO DO MS

Após entregar mais de 200 construções inacabadas de gestões anteriores, Reinaldo inicia plano para n

Após entregar mais de 200 construções inacabadas de gestões anteriores, Reinaldo inicia plano para novas obras em MS

30 Out 2019 - 08h35Por Paulo Fernandes - SubCom

Após ter concentrado o primeiro mandato em concluir as mais de 200 obras inacabadas deixadas pelos antecessores, o governador Reinaldo Azambuja iniciou uma nova etapa na administração para fazer mais entregas à população dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Por meio do programa Governo Presente, ele está fazendo um raio-x das necessidades de cada município para traçar um planejamento de obras para os próximos três anos.

Reinaldo Azambuja explicou que o levantamento vai ficar completo após a última etapa do Governo Presente, em novembro. “Ouvindo as pessoas, identificamos o que é prioridade e conseguimos levar aqueles investimentos que refletem a vontade da população de cada localidade. Nós ouvimos as reivindicações e podemos planejar a entrega para os próximos anos para transformar sonhos em realidades. É assim que fizemos antes da eleição de 2014, com o Pensando MS, conversando com as pessoas, e durante todo o governo, ouvindo prefeitos, vereadores, as bancadas e outros representantes da população”, disse.

Responsabilidade

A decisão de terminar construções iniciadas por outros governadores, em vez de priorizar obras novas, como faziam os outros gestores, foi tomada por Reinaldo Azambuja por entender que obra parada é prejuízo para a população, gerando desperdício de dinheiro público. Praticamente a única obra herdada e ainda não concluída pela atual administração é o Aquário do Pantanal, nos altos da avenida Afonso Pena, em Campo Grande, por conta de um impasse jurídico.

Essas construções inacabadas são os chamados “elefantes brancos”, edificações que demandam grande investimento e que, por falta de planejamento ou por outro motivo, viram um enorme problema, a ponto de não sair do papel ou de dificilmente serem concluídos.

Por meio do programa Obra Inacabada Zero, foram entregues pontes, rodovias, quartéis do Corpo de Bombeiro; ampliações e reformas de escolas, delegacia de polícia, bibliotecas, Centros de Educação Profissional, novos blocos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), agências fazendárias e laboratórios científicos, entre várias outras edificações. 

Hospital do Trauma, concluído após uma “novela” de 20 anos (foto: Edemir Rodrigues)

O rol de entregas conta com construções emblemáticas como o Hospital do Trauma, que ficou com a obra paralisada por duas décadas, e que só foi concluído, entregue e equipado na administração Reinaldo Azambuja. Específico para atendimento de politraumatizados, o Hospital do Trauma foi construído em anexo à Santa Casa de Campo Grande para realizar atendimentos de média e alta complexidade em ortopedia, ajudando a desafogar o sistema de saúde na Capital. 

São mais de 6.600 m² de área construída, com 100 leitos de internação, 10 leitos de UTI, cinco salas cirúrgicas, duas salas para cirurgia de pequeno porte, uma sala de fisioterapia, uma sala de reabilitação, três salas de observação com 15 leitos, duas salas de raio x, uma sala de tomografia, duas salas de odontologia, três consultórios e uma sala de emergência.

Incluída no Obra Inacabada Zero, Estrada do Curé foi concluída no Governo Reinaldo Azambuja (foto: Edemir Rodrigues)

Outra obra concluída pela atual gestão é a chamada rodovia do Curé, o trecho da MS-178 que liga dois importantes destinos turísticos: Bonito e Jardim. A pavimentação começa antes do aeroporto e segue até à transposição do rio da Prata. 

Governo Presente

Após concluir construções que estavam paradas e entregar obras novas nos 79 municípios, Reinaldo Azambuja deu prosseguimento ao diálogo com prefeitos, secretários, vereadores e lideranças municipais em um novo formato.

Por meio do Governo Presente, toda a estrutura da administração estadual se muda para o interior por dois dias e, ao lado dos secretários estaduais, o governador Reinaldo Azambuja recebe as demandas das autoridades municipais.

Mais de 60 prefeitos foram ouvidos, além de vereadores e outras lideranças. O programa já passou por Três Lagoas, Rio Verde, Aquidauana, Campo Grande e Naviraí. O próximo e último desembarque será em Dourados e deve acontecer nos dias 20,21 e 22 de novembro. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONCURSO PUBLICO
UEMS abre vagas para professores em Cassilândia e Dourados
JOGOS DE AVENTURA
Reinaldo Azambuja participa de aberturas de Pantanal Extremo e FASP 2019
LEILÃO NO MS
SAD anuncia leilão com 44 lotes de caminhões e maquinários agrícolas
MAIS UM MULTADO
Mais um exibe Dourado em foto na rede social e é multado em MS
FÁTIMA DO SUL - MOTOCLUBE
Fátima do Sul na rota das Motos com reuniões, debates e muito rock n’ roll em um mega evento, Veja
FÁTIMA DO SUL - MERCADO JULIFRAN
Hoje tem QUARTA VERDE e confira as OFERTAS DA SEMANA do Mercado Julifran em Fátima do Sul
EXECUÇÃO
Pedreiro é morto a tiros após briga em fazenda de MS
INVESTINDO NA EDUCAÇÃO
Governo vistoria obra de escola que conta a história de gerações
PRESIDENTE
MP altera jornada de trabalho de bancários e permite abertura de agências aos sábados
SAÚDE
Projeto de Barbosinha ajuda reduzir fila por atendimento de saúde em Dourados