Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Amistoso no Canadá

Contra o Chile, Brasil fecha o ano e tenta apagar vaias de abril no Mineirão

Adversário da seleção nesta terça, em Toronto, às 23h (horário de Brasília)

19 Nov 2013 - 07h49Por Uol

O Brasil que começou o ano em baixa e desacreditado encerrará 2013 distribuindo goleadas como favorito à Copa do Mundo. Para a última partida da temporada, poucos adversários seriam mais simbólicos que o Chile. Adversário da seleção nesta terça, em Toronto, às 23h (horário de Brasília), a seleção de Alexis Sanchez, Vargas e Valdivia impôs à atual geração verde-amarela a sua vaia mais significativa, no primeiro semestre, diante de um Mineirão lotado e indignado após um empate por 2 a 2.

No cenário atual, o jogo parece ter acontecido há uma eternidade para uma seleção que ganhou a Copa das Confederações diante da poderosa Espanha e está em uma série de cinco vitórias seguidas, com 18 gols marcados e só um sofrido. Em abril, porém, o cenário era bastante diferente.

A festa marcada para o Mineirão servia para a seleção visitar, pela primeira vez, um membro da nova geração de estádios para 2014. Fora da data Fifa, Luiz Felipe Scolari convocou só jogadores que atuavam no Brasil e viu seus comandados empatarem por 2 a 2, com direito a vaias para todo o time, especialmente Neymar.

O nariz torcido para o atacante, à época ainda no Santos, se devia ao retrospecto ruim da seleção desde 2010. O tabu contra equipes grandes e os fracassos na Copa América e nos Jogos Olímpicos deixavam a atual geração em xeque. A atuação, a vaia, o palco e a proximidade da Copa das Confederações levantaram um enorme ponto de interrogação para a seleção.

O time que encarou o Chile meses atrás é bem diferente do atual, e só dois jogadores estarão nas duas partidas. O problema é que a dupla que estava no empate marcante é justamente a mais importante da seleção, Neymar e Paulinho, principais jogadores, ao lado de Fred, na conquista da Copa das Confederações. A seleção evita, no entanto, dar ao jogo mais importância do que o necessário.

"Não vejo por esse lado não. É mais uma oportunidade de mostrar nosso futebol. Empatamos no Mineirão e agora é mais uma oportunidade de enfrentá-los. Seria importantíssimo terminar o ano com uma grande vitória. A gente tem carinho muito grande pelo torcedor e pelo povo brasileiro. Ele vaia e aplaude", disse Paulinho. 

Ampliar

Neymar200 fotos

1 / 200
18.nov.2013 - Neymar dá autógrafos para os torcedores antes do treino da seleção brasileira em Miami Mowa Press

"O jogo com o Chile não tinha ninguém, tinham dois ou três de hoje em campo. Temos de ver que o sistema tático deles é muito bem organizado. Nos últimos dois ou três jogos, eles empataram com a Espanha e venceram . É um time em ascensão, que joga muito bem", disse Felipão, apontando o caminho que quer que seus jogadores sigam.

O momento do Chile, de fato, é admirável. Já classificado para a Copa do Mundo, o time já havia surpreendido ao empatar com a Espanha fora de casa, e na última sexta bateu a Inglaterra em Wembley por 2 a 0. Por isso, além de afastar de vez um fantasma recente, o Brasil conseguiria, mais uma vez, provar sua força a caminho da Copa do Mundo.

Por isso, o treinador deve colocar em campo o que tem de melhor à disposição. Júlio César e Thiago Silva voltam depois de assistirem a goleada sobre Honduras, do último sábado, do banco de reservas. No ataque, Felipão prometeu uma nova mudança, e pode promover o retorno de Hulk ao time titular, até pela consistência defensiva que o atacante do Zenit agrega à equipe.

Do outro lado, o respeito pela seleção é uma constante, a despeito do ótimo momento da seleção chilena. A boa fase, porém, faz os jogadores da seleção acreditarem em uma surpresa no Canadá.

"O Brasil é a melhor equipe do mundo agora, mas ainda falta muito tempo para a Copa do Mundo", disse Jorge Sampaoli, técnico da equipe, em entrevista ao jornal "La Tercera".

BRASIL X CHILE
Local:
Rogers Centre, Toronto (Canadá)
Horário: 23h (horário de Brasília)

BRASIL:
Júlio César, Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Maxwell; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Hulk, Jô e Neymar
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CHILE:
Bravo, Jara, Gonzalez, Medel e Mena; Díaz, Carmona e Gutierrez; Vargas, Alexis e Beausejour
Técnico: Jorge Sampaoli

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Após décadas de abandono, Governo do Estado entrega centro poliesportivo da Vila Almeida na Capital
JATEÍ - ESPORTE
Vem aí o 1º Desafio Pedal Quebrado de MTB em Jateí
VICENTINA EM CHAPECÓ
Vicentinense atleta da escolinha de futebol viaja pra testes na Chapecoense
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
FATIMASSULENSES LANÇAM NOVO CD
Fatimassulenses Mazinho e Luciano lançam novo CD no domingo em Dourados
SELEÇÃO BRASILEIRA
Com Bruno Henrique e goleiro da Ponte Preta, Tite convoca seleção para amistosos
DEODAPOLENSE - TODOS NA TORCIDA
Deodapolense disputa o Babilon MMA 9 na Polônia nesta sexta-feira (16)
FÁTIMA DO SUL - NO GRAFITE DE LÁPIS
Para 'driblar' a depressão, Rotniel faz lindas esculturas em grafite de lápis em Fátima do Sul
JATEÍ - CONQUISTA NO JUDÔ
JATEÍ: Projeto 'Judô Cidadão' conquista medalhas e vice-campeão no 10° Torneio João Rocha de Judô