Menu
SADER_FULL
quarta, 20 de março de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
MUNDO

Pintor é internado após pregar seus testículos no chão

11 Nov 2013 - 09h51Por Folha

O pintor russo Piotr Pavlenski foi hospitalizado neste domingo depois de pregar seus testículos, usando um martelo, nos paralelepípedos da Praça Vermelha de Moscou. A obra de arte, que ele chamou de "Fixação", era um protesto contra o governo de Vladimir Putin, coincidindo com o Dia da Polícia russa.

Completamente nu e com suas partes íntimas presas aos paralelepípedos, Pavlenski ficou imóvel por mais de uma hora olhando seus testículos, numa ação que classificou como "metáfora da apatia, indiferença política e fatalismo da sociedade russa atual". A temperatura em Moscou hoje é de 10ºC.

Maxim Zmeyev/Reuters

O pintor Piotr Pavlenski, completamente nu, pregou seus testículos aos paralelepípedos da praça Vermelha de Moscou

O manifesto de Pavlenski dá mais explicações sobre a motivação da obra de arte: "não é a arbitrariedade dos cargos públicos que priva a sociedade de sua capacidade de agir, mas sua fixação em derrotas e perdas que nos prega com cada vez mais força aos paralelepípedos do Kremlin, convertendo as pessoas em estátuas que aguardam, resignadas, seu destino."

O Kremlin é o histórico complexo de palácios onde vive o presidente da Federação Russa.

Depois de uma hora e meia contemplando seus testículos em protesto contra a arbitrariedade, Pavlenski foi levado a um hospital de Moscou. Segundo a agência oficial RIA-Novosti, assim que for tratado ele será detido. A polícia classificou a intervenção artística como "algo normal para um doente psíquico".

O conjunto da obra de Pavlenski já é conhecido dos russos.

Em 3 de maio, sua obra "Corpo" consistia em ele ficar completamente nu para rolar na cerca de arame farpado da Assembleia Legislativa de São Petersburgo.

De acordo com o artista, ela simbolizava "a existência humana num ambiente de repressão legal, quando o menor movimento provoca uma duríssima reação do sistema legislativo, que se finca no corpo do indivíduo."

Em junho do ano passado, Pavlenski costurou sua própria boca em solidariedade à prisão de integrantes da banda feminina Pussy Riot. Elas foram presas por cantar contra o presidente Vladimir Putin no principal templo da Igreja Ortodoxa Russa.

Em frente à catedral de São Petersburgo, de lábios presos, ele carregava um cartaz que dizia: "A ação do Pussy Riot numa encenação da famosa ação de Jesus Cristo" - a expulsão dos vendilhões do templo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEGA SENA NESTA QUARTA (20)
Mega-Sena triplica a premiação! Serão sorteados R$33 milhões nesta quarta-feira (20)
CRIATIVIDADE
Douradense constrói Ninja de papelão e viraliza na internet
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
FATIMA DO SUL - RELIGIÃO
Igreja Evangelho da Restauração realizará Campanha Evangelistica em Fátima do Sul
TALENTO
Garoto de 11 anos faz crochê, ensina online e recebe 4 mil pedidos
SONHO DE CRIANÇA
Corpo de Bombeiros ajuda realizar sonho de criança em Fátima do Sul
VICENTINA - ANIVERSÁRIO DO MATEUS
Em Fátima do Sul, Bombeiros fazem surpresa em aniversário do Mateus fã incondicional dos heróis
BBB19 - FESTA PEGOU FOGO
BBB19: festa África pega fogo e tem festival de beijos lésbicos
EM CAMPO GRANDE - ROSE MODESTO
Rose Modesto leva debate sobre prevenção e combate a violência contra mulher para Sarau Solidário
FATIMA DO SUL - LAR DO IDOSO
Pastoral do Idoso promove confraternização no Lar do Idoso de Fátima do Sul