SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 19 de Novembro de 2017
RIO_DOURADOS
25 de Agosto de 2017 16h17

Mara Maravilha chora ao se defender de acusações de homofobia

Após ser criticada na internet, Mara chorou ao vivo e negou ser preconceituosa

Extra

Mara Maravilha foi acusada de ter feito comentários homofóbicos no programa “Fofocalizando”, do SBT. Ao comentar o novo visual de Carol Duarte, que vai mostrar a transição de Ivana em “A força do querer”, a apresentadora disse: “Deus fez Adão e Eva. Agora inventaram Adão e Ivo, né? (...) Tem que respeitar, mas para procriar ainda é homem com mulher e mulher com homem”. Após ser criticada na internet, Mara chorou ao vivo e negou ser preconceituosa:

“Minha função aqui é ser uma das apresentadoras, uma das comentaristas. Minha função aqui nunca foi ser primeiro atriz. Então, eu não consigo representar. Eu fiquei muito chateada com o que aconteceu de ontem para hoje. Eu tive uma noite péssima, eu acordei pessimamente, com muita dor de cabeça. Chorei muito de ontem para hoje, logo, logo vai passar, mas eu vou ser sincera: se eu ofendi, nessa situação, pelo que falei ontem, eu não tenho orgulho de pedir, quantas vezes for preciso ‘Me perdoe’. Minha intenção é ser espontânea, ser sincera com meus pensamentos e me comunicar. Eu já estou ficando muito triste com esta situação de tudo dizer ‘A Mara é homofóbica’.”

Mara Maravilha foi defendida pelos colegas de trabalho, entre eles Leão Lobo:

“Eu sou a favor da diversidade, de opinião inclusive. E este programa – se vocês ainda não entenderam – é um debate livre. A Mara tem a opinião dela e eu respeito; eu tenho a minha opinião e ela respeita. Eu acho que é isso que faz o mundo melhor: a diversidade”.

Após pronunciamento de seus colegas, ela voltou a se defender ao vivo, emocionando-se:

“Eu sei que não sou homofóbica. Teve uma outra situação em 2014. Eu cheguei a ser intimada a depor, e sabe o que deu? Em nada. Porque na frente de onde eu fui depor encheu de homossexual que me conhece, que convive comigo há anos (...) Eu penso que gay tem que ser educação, expressão de amor, expressão de tolerância. O que eu escrevi de enxurrada de redes sociais (...) Se vocês querem uma figura para representar o que é homofobia, errem o alvo em cima de mim porque estão sendo injustos. Eu não sou homofóbica (...) E você que impulsionado pelo ódio foi até minha rede me xingar, me ameaçar, e falar coisas que magoaram meu coração.. Eu sou um ser humano, eu sinto também, mas vou me desprovir de qualquer ódio e qualquer mágoa (...) Antes de falar qualquer coisa, reveja sua opinião (...) Eu não sou homofóbica e posso reivindicar os meus direitos (...) Amo os homossexuais. Agora não amo e não vou admitir mal-caratismo”.

Em seu Instagram, na última quinta-feira, Mara Maravilha já havia desabafado sobre o episódio:

“Aqui pensando, o que é intolerância para cada ser humano? muitas vezes o simples fato! Enquanto a mim, vivo em paz com o meu direito comum a todos: liberdade de expressão... e já que são Mara, sejam amor... no mais me perdoem se mesmo sem nenhuma intenção ofendi, vamos expandir literalmente tolerância!”.

 

Mara Maravilha posta no Instagram sobre acusações Foto: Reprodução/InstagramMara Maravilha posta no Instagram sobre acusações

 

Comentários
Veja Também
SADER_LATERAL
FÁBRICA_CALÇADOS
MBO_SEGURANÇA_300
Últimas Notícias
  
HERBALIFE_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.