Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 12 de novembro de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
UNIGRAN

Projeto multidisciplinar cria ossos sintéticos para os Laboratórios de Anatomia

os Laboratórios de Anatomia da UNIGRAN receberam a doação de peças de ossos sintéticos produzidas por professores e acadêmicos

25 Out 2019 - 09h17Por Assessoria Unigran

Na semana passada, os Laboratórios de Anatomia da UNIGRAN receberam a doação de peças de ossos sintéticos produzidas por professores e acadêmicos que participam de um projeto multidisciplinar da Faculdade de Ciências da Saúde. Sob a coordenação da professora Erica Kobayashi Urio, do curso de Odontologia, o projeto de extensão consiste em confeccionar peças anatômicas (esterno e vértebras) em gesso, a partir de modelos de ossos humanos, utilizando materiais de moldagem comumente utilizados na Odontologia.

Urio explicou sobre o surgimento do projeto. “Verificamos que os laboratórios de anatomia possuem uma quantidade reduzida de alguns ossos e, considerando a dificuldade de obter peças biológicas, decidimos trabalhar na criação de peças sintéticas. Utilizando materiais de moldagem que utilizamos na Odontologia, confeccionamos moldes dos modelos originais e produzimos cópias em gesso”, disse.

A professora adiantou também que outros ossos do corpo humano devem ser confeccionados pelo projeto nas próximas etapas.

Thiago Chaves Teixeira, acadêmico do 4º semestre de Biomedicina, destacou a importância das peças sintéticas para o estudo da anatomia. “As peças vão auxiliar muito os alunos, professores e monitores de anatomia a darem suas aulas sobre o sistema ósseo. O uso de peças sintéticas está crescendo bastante, considerando a degradação das biológicas. Além disso, permitem a visualização de mais detalhes dos ossos, como por exemplo, o processo xifóide no esterno, que é uma cartilagem que geralmente se perde na dissecação, mas na peça sintética é possível sua criação, permitindo uma melhor análise da sua morfologia”, apontou.

Segundo Thaís Amorim Amaral, aluna do 10º semestre de Enfermagem, a execução do projeto também possibilitou maior aprendizado. “Enquanto aluna de monitoria em anatomia humana adquiri muito conhecimento participando do projeto, pois para a confecção das peças foi preciso estudar as formas e variações anatômicas dos ossos e aprender sobre os materiais que seriam usados”, mencionou.

A estudante lembrou também das vantagens de utilizar as peças sintéticas. “O projeto tem grande importância para o ensino da anatomia humana não só nas aulas, mas também nas monitorias, pois a matéria é base para todos os cursos da área da saúde. As peças sintéticas não se degradam com o decorrer do uso como as peças biológicas, que acabam perdendo a sua forma anatômica correta, dificultando a visualização. Outro diferencial é que elas não têm o cheiro forte como as biológicas, que incomodam muitos alunos, já que não precisam ser conservadas com formol ou glicerina e não necessitam do uso de EPI’s como luvas ou máscara para o seu manuseio”, concluiu.

O projeto também contou com o apoio da professora Angela Midori Kuraoka de Oliveira, diretora da Faculdade de Ciências da Saúde, e da laboratorista Lucimary Leite Garcia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TALENTO
Menino repreendido por desenhar na parede da escola vira artista e ganha emprego
JATEÍ - FOTOS DESFILE CÍVICO
Confira as FOTOS do Desfile Cívico dos 56º Aniversário de JATEÍ
BONITO - MS - TURISMO SUSTENTÁVEL
Barco sustentável movido a energia solar é atração nas águas do Rio Mimoso em Bonito (MS)
ENEM 2019
Enem 2019: o que esperar do segundo dia de provas
UNIGRAN
Confeitaria americana é tema de IV Jornada Acadêmica de Gastronomia da UNIGRAN
ANJOS DO BEM
Projeto “Anjos do Bem” ajuda alunos de Escola Estadual a lidar com conflitos da adolescência
SOLIDARIEDADE
Para presentear crianças carentes, Governo lança Ação Solidária de Natal na quinta-feira
UNIGRAN
B2U oportuniza acadêmicos de Publicidade e Propaganda da UNIGRAN conhecer o mercado de trabalho
EXTRAOFICIAL
Enem 2019: confira gabarito extraoficial do Portal Uai e Chromos para 1° dia de provas
POST POLÊMICO
Juliano Cazarré é criticado ao dizer que é prejudicial meninos crescerem sem figura masculina