Menu
SADER_FULL
sexta, 28 de fevereiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
MORADIA

Governo repassa R$ 443 milhões para o programa Minha Casa Minha Vida

O aporte financeiro faz parte dos R$ 600 milhões que foram liberados pelo Ministério da Economia ao MDR na segunda-feira (2)

9 Set 2019 - 07h33Por Agência Brasil

O governo federal anunciou que repassou hoje (5) R$ 443 milhões para o programa Minha Casa Minha Vida. A informação é do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Segundo a pasta, a expectativa é que até a próxima semana sejam liberados mais R$ 100 milhões para o programa.
“A preocupação do presidente Jair Bolsonaro é com as famílias de baixa renda. E que, mesmo em um período de ajuste fiscal, as pessoas não percam seus empregos e a economia fique aquecida. Serão injetados no mercado R$ 543 milhões para garantir a continuidade de 234 mil unidades em andamento no país”, ressalta o ministro Gustavo Canuto.
O aporte financeiro faz parte dos R$ 600 milhões que foram liberados pelo Ministério da Economia ao MDR na segunda-feira (2). Dos R$ 443 milhões, cerca de R$ 366,1 milhões destinam-se ao Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), a Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, que atende famílias com renda mensal de R$ 1.800.

O ministério informou ainda que a modalidade Rural está recebendo R$ 20,8 milhões. O valor será destinados a agricultores familiares, trabalhadores rurais ou de comunidades tradicionais, como quilombolas, extrativistas, pescadores artesanais, ribeirinhos e indígenas.

Outro repasse, de R$ 20,3 milhões, será destinado ao Minha Casa Minha Vida Entidades, que contempla famílias organizadas por meio de cooperativas habitacionais, associações e demais entidades privadas sem fins lucrativos. Também está previsto um aporte de R$ 7 milhões do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNIS) para este segmento.

Além disso, haverá também a liberação de recursos para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no valor de R$ 19,8 milhões, que serão utilizados para novos financiamentos às Faixas 1,5 e 2 do programa.  “Nossa preocupação é tirar a população que está em moradia precária e colocar em situação de moradia digna, bem como as famílias que moram em áreas de risco, em encostas ou que tenham passado por desastres e estejam à espera de nova moradia”, afirma o ministro.

Os demais recursos, do total de R$ 600 milhões disponibilizados pelo Ministério da Economia, serão utilizados em outras políticas públicas do MDR, como as ações e investimentos nas áreas de segurança hídrica, saneamento básico, mobilidade, desenvolvimento regional e urbano, além da Defesa Civil Nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - SEXTA DO PEIXE
Hoje tem SEXTA DO PEIXE com Pacu Vivo a R$ 9,90 no Mercado Julifran em Fátima do Sul
EXPORTAÇÃO DO MS
Reabertura dos EUA para carne in natura brasileira é oportunidade para pecuária de MS
MEGA SENA
Mega-Sena: 2 apostas dividem prêmio histórico de R$ 211,6 mi; veja números
FÁTIMA DO SUL - DECLARAÇÃO
Fátima do Sul: 2,6 mil contribuintes prestarão contas ao Leão! Saiba se você precisa e como declarar
ALTA DO DOLAR
Dólar dispara a R$ 4,50, e Bolsa volta a cair por coronavírus e briga Bolsonaro x Congresso
MS EM DESTAQUE
Mato Grosso do Sul é o terceiro estado brasileiro em investimentos
FÁTIMA DO SUL - LANÇAMENTO O BOTICÁRIO
O Boticário faz lançamento, conheça a Colônia Quasar Grafiti e ganhe um 'mimo' em Fátima do Sul
NOTA PREMIADA MS
No primeiro mês do programa, mais de 5 milhões de notas foram emitidas com o CPF
HABITAÇÃO
Em meio a incertezas, MS terá 2,8 mil moradias populares
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Mais de 40 concursos oferecem 9.983 vagas e salários de até R$ 33,6 mil