Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 22 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
VENEZUELA

Brasil gastou mais de R$ 200 milhões em ações na fronteira com a Venezuela

Nos últimos 12 meses, o governo brasileiro gastou R$ 265,26 milhões para apoiar as ações militares em Roraima, na fronteira com a Venezuela.

14 Abr 2019 - 09h46Por Agência Estado

Nos últimos 12 meses, o governo brasileiro gastou R$ 265,26 milhões para apoiar as ações militares em Roraima, na fronteira com a Venezuela. A atuação abrange desde a manutenção do efetivo até o suporte da atividade humanitária. Atualmente, estão trabalhando na fronteira 620 militares, entre agentes da Marinha, Exército e Aeronáutica. O governo brasileiro mantém, em alojamentos, 8.500 venezuelanos refugiados.

Segundo o Ministério da Defesa, o presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que serão feitos mais investimentos na ação militar na região. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, disse que o governo já admite a necessidade de colocar mais dinheiro nas ações, mas que avalia como isso será feito, para que não afete o orçamento da própria pasta. “O presidente determinou que haja aporte de mais recursos para dar continuidade ao trabalho da Operação Acolhida.”

O Ministério da Defesa, a Casa Civil e o Ministério da Economia avaliam a forma como esse aporte será feito, afirmou Silva. “Vale destacar que a Operação Acolhida tem sido muito elogiada, virou referência. É um trabalho conjunto de várias instituições e entidades.”

Os R$ 265,26 milhões que o governo já usou para lidar com a crise na fronteira com a Venezuela saíram do Tesouro Nacional, em créditos extraordinários sacados em março e novembro do ano passado. Medidas provisórias liberaram a verba para os programas de assistência emergencial, segurança na fronteira, acolhimento humanitário e interiorização de venezuelanos no Brasil.

A fronteira com a Venezuela foi fechada por Maduro no dia 21 de abril. A crise prossegue e, na avaliação do general Carlos Teixeira, não há prazo para o fim da operação, devido às incertezas políticas do País e a situação de caos em atendimentos sociais básicos. Apesar do bloqueio, venezuelanos continuam a entrar no Brasil pela mata, em áreas mais isoladas.

“Sabemos que, no total, cerca de 160 mil venezuelanos entraram no País desde 2015. A maioria está em Roraima. Desse total, 8 500 são refugiados e estão abrigados conosco. Outros 8 mil foram interiorizados por meio do Ministério da Defesa e da ONU”, diz Teixeira.

Atualmente, há 13 abrigos montados em Roraima, sendo 11 deles em Boa Vista e dois em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela. Os abrigos foram organizados para receber, separadamente, mulheres solteiras, homens solteiros, casais com e sem filhos, LGBTs e indígenas. “Toda pessoa tem o direito de sair, de circular, de arrumar o trabalho. Nós estimulamos isso. Mas há um processo que deve ser cumprido para a interiorização das pessoas. É preciso que um município do País abra uma vaga”, comentou Teixeira.

Os gastos com as ações militares na fronteira com a Venezuela superaram a média anual que foi dedicada às ajudas humanitárias no Haiti, entre 2004 e 2017. Segundo Teixeira, isso se dá porque a situação venezuelana é mais complexa, já que, além do gasto com as tropas, tem os recursos que são utilizados para receber os refugiados, que muitas vezes chegam em situação de vulnerabilidade, como doença e fome.

A ONU informou que 3 milhões de venezuelanos deixaram o país nos últimos anos, o equivalente a 10% de sua população total.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governo de MS: Servidores estaduais tem descontos de até 30% no comércio de Campo Grande
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
CAMINHONEIROS VÃO PARAR
Grupos de caminhoneiros decidem por paralisação no dia 29, diz líder
RECEITA ESPECIAL - "SEXTA SANTA"
'Pacu a Castelhana' é a receita especial para esta 'Sexta Santa' do Chef de Cozinha da Cantina Bah
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
FATIMA DO SUL - POLACO RESTAURANTE
Quinta Feira da Panqueca é no Polaco Restaurante de Fátima do Sul
JATEÍ - PIONEIRO NA ENTREGA DE PEIXES
Mantendo tradição, peixes são entregues as famílias dos programas sociais do município de Jateí
E AÍ VAMOS TRABALHAR?
Como o trabalho freelancer pode mudar a sua vida