Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
mato grosso do sul

Técnicos da Funai vistoriam áreas reivindicadas por índios em MS

10 Out 2013 - 17h06Por G1

Três equipes técnicas da Fundação Nacional do Índio (Funai) estão na região de Sidrolândia, a 70 km de Campo Grande, nesta quinta-feira (10), para fazer vistorias nas propriedades rurais localizadas na área da terra indígena Buriti, reivindicada pelos indígenas da região. Uma das fazendas foi palco de conflito entre terenas e policiais federais durante reintegração de posse em maio de 2013.

Para colocar um fim na situação, o Governo Federal se propôs a comprar as áreas dos produtores. Chegou a ser cogitado o uso de Títulos da Dívida Agrária (TDA) para conseguir a verba necessária, mas ainda não houve um desfecho concreto sobre o que será realmente feito.

O objetivo dos trabalhos dos técnicos é avaliar o valor das fazendas. As análises começaram no dia 25 de setembro, segundo o engenheiro agrônomo Luiz Antônio Araújo, que compõe uma das equipes.

Durante esta quinta, o grupo esteve na fazenda São Sebastião da Serra, que é uma das 32 propriedades localizadas dentro da área Buriti. Com essa, já foram percorridas cerca de dez fazendas.

Araújo disse ao G1 que a avaliação em cada propriedade rural é acompanhada por um responsável pelo local e, em casos de áreas invadidas, um indígena também acompanha.

"Temos que conferir e avaliar o pasto, a casa, o curral, a cerca, árvores frutíferas, açudes, represas, energia e tudo que foi construído na propriedade, de acordo com o estado de conservação", explicou. Segundo Araújo, a equipe leva em torno de dois a três dias para fazer o levantamento em cada fazenda.

Depois de medir e tirar fotos das benfeitorias, as informações e dados compõem um relatório. A previsão do engenheiro é que os trabalhos na região sejam concluídos até o dia 20 de outubro.

Como funciona?
O levantamento das benfeitorias é uma das etapas para calcular o valor de cada propriedade. A primeira fase do levantamento é feita por técnicos da Agência Estadual de Desenvolvimento Agrário (Agraer), que avaliam a topografia das fazendas e elaboram um mapa da propriedade com os marcos territoriais.

A segunda etapa é feita pelas equipes técnicas da Funai que avaliam as benfeitorias. Na última fase, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) calcula o valor da terra nua.

Leia Também

EM CIDADE DO MS
Ford Fiesta colide em motociclista, foge sem prestar socorro, mas deixa para-choque com placa
EM CIDADE DO MS
Em MS, Estudante de medicina morre após jogar partida de futebol
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
FÁTIMA DO SUL E CAARAPÓ - POLÍCIA CIVIL
Ação conjunta da PC de Fátima do Sul e Caarapó prendem em flagrante filho que extorquia própria mãe
JARDIM - MS - CARNAVAL CANCELADO
Assim como Bonito, Prefeitura de Jardim também prefere usar dinheiro do Carnaval para outros fins
IVINHEMA - FATALIDADE
Homem morre durante Missa na Matriz em Ivinhema
MINISTRA CONFIRMA PRESENÇA
Ministra Tereza Cristina participa do Showtec 2019 que acontece em Maracaju
CAMPO BELO RESORT - VEJA OS PACOTES
Campo Belo, o Resort mais incrível do interior de SP vai entrar no clima do Queen!, Confira aqui
VEJA SE SEU CELULAR É PIRATA
Saiba como consultar se seu aparelho é pirata - 1,4 mil celulares piratas serão bloqueados em MS