Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
fátima do sul - palestra

“Suicídio existe uma saída” será tema de palestra em Fátima do Sul

23 Set 2013 - 14h01

E o suicídio o que é?

Pensando e falando sobre a morte, buscando preservar a vida - Reverendo José do Carmo da Silva

 

“O suicida na verdade não quer se matar, mas quer matar a sua dor.” - Augusto Cury

"O suicídio é um sintoma de perda de consciência do sentido da vida. - Bernhard Haring

“Suicídio é, frequentemente, apenas um grito por ajuda que não foi ouvido a tempo.” - Graham Greene

"A vida conflituosa é uma questão, todavia, o suicídio não é a correta resposta." Rev. José do Carmo da Silva

Acima fulguram algumas definições do que busca o suicida e sobre o que é o suicídio. Mas, neste artigo, antes de falar de suicídio quero falar sobre a vida, ou falar sobre a vida refletindo sobre suicídio. Assim sendo, início com uma pergunta, que não é somente minha: “E a vida o que é? ”

Apropriei-me da supracitada pergunta, apresentada por Gonzaguinha em uma das mais lindas canções da música popular brasileira. Ele faz o questionamento sobre a vida em uma bela poesia cantada sobre a vida, interrogativamente intitulada: O que é, o que é?

“E a vida o que é? [...]” Há quem fale que é um divino Mistério profundo. É o sopro do Criador, numa atitude repleta de amor [...] Sempre desejada. Por mais que esteja errada. Ninguém quer a morte. Só saúde e sorte.”

Da estrofe em destaque aproveito a frase: “ninguém quer a morte.” – para abordar a questão do suicídio, ação de quem coloca fim ao “divino mistério profundo” recebido como o “sopro do Criador, numa atitude repleta de amor.” Se ninguém quer a morte, como explicar o suicídio, mal social cada vez mais crescente em nossa região e estado?

Vamos aos fatos, a uma triste retrospectiva.

No dia 18 de junho a mídia local e estadual anunciava mais uma morte via suicídio no entorno de Fátima do Sul. Em uma tarde de terça – feira, em sua residência, o jovem, Tiago Aparecido Gomes da Silva, 18 anos, se enforcou com um fio elétrico. No dia 23 de agosto, os portais de notícias veiculavam a seguinte manchete: “Suspeita de suicídio, homem é encontrado morto em casa no Jd. Eliane em Fátima do Sul. Ontem, 22/09, antes do culto noturno, fui procurado por uma senhora, membro de minha comunidade de fé, a qual emocionada pedia oração em favor de um sobrinho, cujo tio cometera suicídio em Dourados. Se formos pesquisar encontraremos mais matérias sobre suicídios ocorridos em Fátima do Sul e seu entorno. Pesquisas apontam que, umas das causas de tais ocorrências seriam os agrotóxicos. Os tais causam infertilidade, câncer, e depressão que leva ao suicídio. Você pode ler sobre o assunto em artigo disponibilizado no seguinte link: http://agencia.fapesp.br/3555.

O suicídio é uma possibilidade sempre presente. No momento em que escrevo estas linhas, em algum lugar, alguém está pensando em, ou praticando-o. Tal prática não é consequência de um momento ou fator. A pessoa que pensa em dar cabo a própria vida irá levar um tempo até colocar em prática, o suicídio é planejado.

Em dez anos de pastorado em Fátima do Sul, foram para mais de uma dezena de casos dos quais tomei conhecimento. Recordo-me que, oito casos ocorreram em Fátima do Sul, Culturama e Vicentina. Tais casos, os quais se tornam frios números em estatísticas me incomodam, e penso que deve incomodar a toda sociedade, pois a vida é bem de sumo valor, e os casos de suicídios não podem simplesmente caírem na banalização. Por crermos e valorizarmos a vida antes da morte se faz necessário, nos debruçarmos sobre o tema, buscando entender por quais razões alguém coloca fim a sua vida.

Uma pessoa que pensa em tirar a própria vida antes deixa recados, pede socorre, clama por e chama atenção. É preciso redobrar o cuidado, estar alerta, atentar para os sinais.. Cuidado com a solidão. Embora, um pouco de solitude para reflexão faça bem, a solidão, quando se torna doentia pode ser a companheira em uma estrada que leva a morte. Somente uma sociedade egoísta cultiva a solidão e certamente cheirara as flores de velórios, carregando os frutos de suicídios. A solidão é um dos mensageiros da morte, o arauto do suicídio, o fétido hálito que precede o beijo que carimba o bilhete da partida voluntária. Voluntaria em partes, uma vez que, quem parte, parte forçado, pois queria permanecer, ficar, mas não ficar como estava, mas feliz, junto, próximo, ao lado de... Sua partida se configura em um pedido: "ajude-me a ficar ficando comigo". Muitas vezes tal pedido não é entendido, ou é ignorado, ou preterido.

O suicídio muitas vezes se apresenta como a resposta para muitas pessoas, mas continua como uma questão para a sociedade.

O que causa tantas mortes?

Existe uma saída para o suicídio?

É possível prevenir?

Suicídio: existe uma saída?

As supracitadas questões são perguntas que não querem calar. E na verdade tais interrogações não podem mesmo calar, pois se de fato é como diz o poeta: “ninguém quer a morte”,  por quais razões alguém tira  a própria vida?

Na busca de responder as questões acima levantadas com o apoio da ACIFAS, Escola Filinto Muller, Câmara Municipal, Cantina Bah, Serafim Imóveis, Mais Moveis, Fathel - Faculdade Theológica; convidamos você a participar de uma palestra com o professor Edilson Reis, no dia 26 de setembro, quinta-feira, a partir da 19 horas, no auditório da ACIFAS.

O palestrante é Capelão Militar do Corpo de Bombeiro Militar do Estado, do Núcleo do Hospital Universitário, e da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. A Entrada é Franca, e será emitido certificado com 15 horas de carga horária para os interessados, no valor de 20 reais.

Vale à pena participar, pensar sobre e prevenir o suicídio, pois, a respeito do que é a vida, como diz, o poeta, cada pessoa possui e deve ser ajudada no sagrado direito de:

“Viver e não ter a vergonha de ser feliz,

Cantar, a beleza de ser um eterno aprendiz

Eu sei que a vida devia ser bem melhor e será,

Mas isso não impede que eu repita:

É bonita, é bonita e é bonita!

Isso tudo sob os cuidados Daquele que em nome do Pai declarou: “Eu vim para que todos tenham vida e a vida em abundância" (Jo 10,10).

Reverendo José do Carmo da Silva

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - TERERÉS A POSTOS
Preparem o tereré, quarta-feira terá máxima de 39°C com sensação de 43°C em Fátima do Sul
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FÁTIMA DO SUL - FOTOS DO EVENTO
Confira as FOTOS do I Festival de Ginástica Ritmica em FÁTIMA DO SUL
GLÓRIA DE DOURADOS - DEU CASO DE POLÍCIA
Homem marca encontro com uma mulher e leva soco do ex-marido da mesma em Glória de Dourados
AÇÕES DEPUTADO BARBOSINHA
Projeto de Lei que barateia custo de locação de máquinas é sancionado pelo governador
FATALIDADE
Corpo de bebê é encontrado em represa por dono de sítio em Assentamento de MS
DOURADOS - OPERAÇÃO CIFRA NEGRA
Justiça concede liberdade a vereadores presos em operação contra corrupção em Dourados
PREVISÃO DO TEMPO NO MS
Semana seguirá de calor intenso e com pouca chuva no MS
DIPLOMADO PARA O NONO MANDATO
Onevan é diplomado para nono mandato reafirma que é momento de união e trabalho
13º CHEGANDO
Governo de MS confirma pagamento do 13º salário nesta terça-feira