SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 21 de Agosto de 2017
DELPHOS_FULL
22 de Maio de 2017 11h35

Reinaldo diz que deu incentivo à JBS para gerar emprego e atrair investidores

MIDIA MAX
FOTO: MIDIA MAXFOTO: MIDIA MAX

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) prometeu fazer todos os esclarecimentos sobre a delação de um dos proprietários da JBS, o empresário Wesley Batista, e para isso convocou a imprensa para uma entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (22).

Por meio de sua assessoria, o tucano antecipou que ‘refuta’ as acusações de Wesley, que afirmou em delação a existência em Mato Grosso do Sul de um suposto esquema de pagamento de propina em troca da redução de ICMS.

Segundo o empresário, desde Zeca do PT, o Estado mantém o esquema. E na gestão Azambuja, o próprio governador negociava pessoalmente com Batista as propinas, e teria apresentado notas fiscais frias para justificar o pagamento indevido de valores.

Ainda por meio de sua assessoria, Reinaldo frisou que todos os incentivos concedidos ao Grupo JBS ‘foram feitos com objetivo de gerar emprego e tornar o cenário igualitário para tornar o Estado mais atrativo aos investidores’.

Wesley disse ter dado R$ 10 milhões a Reinaldo, e mais R$ 12 milhões por meio de notas fiscais frias. A gestão tucana concedeu o equivalente a quase R$ 1 bilhão em incentivos para o grupo.

A coletiva aberta à imprensa está marcada para as 16hs desta segunda-feira, na governadoria, no Parque dos Poderes.

Comentários
Veja Também
MBO_SEGURANÇA_300
HERBALIFE_300
FORTALEZA
Últimas Notícias
  
REINO_MATRÍCULAS_2017
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.