Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
jardim

Prefeito de Jardim veta horário livre do comércio

17 Out 2013 - 17h23Por Assessoria

O prefeito de Jardim, Erney Cunha, vetou o Ato Complementar da Câmara Municipal, que tornava livre a abertura do comércio local. A decisão foi tomada ontem à noite em reunião no Centro de Convenções, na presença de autoridades e de centenas de comerciários que foram ao local reforçar a necessidade de vetar essa proposta que representaria o esfacelamento da família.

“Foi uma grande vitória. O prefeito demonstrou maturidade e sensível à causa das famílias que precisam dos finais de semana para fortalecer os laços (familiares) e os jovens, durante a semana, de oportunidade de estudar”, afirmou Idelmar da Mota Lima, presidente da Força Sindical Regional Mato Grosso do Sul e presidente da Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Mato Grosso do Sul- FETRACOM/MS.

Douglas Rodrigues, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Jardim e Região, também presente à reunião com o prefeito, saiu satisfeito do encontro. Mas, segundo ele, os trabalhadores voltam com força total à Câmara de Vereadores, na próxima sessão, na terça-feira, dia 22, às 9 horas, para impedir que os vereadores derrubem o veto do prefeito.

“Os parlamentares precisam entender que Jardim ainda não comporta um comércio assim, dinâmico que fica aberto durante os 7 dias por semana e em horários estendidos que necessitariam dois ou mais turnos de trabalhadores para suprir o período”, afirmou Douglas Rodrigues. Ele afirmou que os comerciantes precisam melhorar seus negócios para ampliar as vendas durante o expediente normal e não extrapolar o horário comercial.

O diretor da Força Sindical, Adauto Cândido de Almeida também participou da reunião com o prefeito e disse que os trabalhadores precisam ter mais qualidade de vida nos seus ambientes de trabalho e que estender horários é prejudicial inclusive para o aperfeiçoamento profissional de cada um, pois com horários livres no comércio, as pessoas ficam impossibilitadas de estudar e de se aperfeiçoar.

Nelson Benitez, vice-presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande – SECCG, também foi a Jardim, em solidariedade aos trabalhadores no comércio daquela cidade. Ele disse enalteceu a posição do prefeito Erney Cunha e agora espera que os vereadores acatem esse veto e não ameacem mais o direito ao descanso nos finais de semana dos comerciários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EM CIDADE DO MS
Ford Fiesta colide em motociclista, foge sem prestar socorro, mas deixa para-choque com placa
EM CIDADE DO MS
Em MS, Estudante de medicina morre após jogar partida de futebol
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
FÁTIMA DO SUL E CAARAPÓ - POLÍCIA CIVIL
Ação conjunta da PC de Fátima do Sul e Caarapó prendem em flagrante filho que extorquia própria mãe
JARDIM - MS - CARNAVAL CANCELADO
Assim como Bonito, Prefeitura de Jardim também prefere usar dinheiro do Carnaval para outros fins
IVINHEMA - FATALIDADE
Homem morre durante Missa na Matriz em Ivinhema
MINISTRA CONFIRMA PRESENÇA
Ministra Tereza Cristina participa do Showtec 2019 que acontece em Maracaju
CAMPO BELO RESORT - VEJA OS PACOTES
Campo Belo, o Resort mais incrível do interior de SP vai entrar no clima do Queen!, Confira aqui
VEJA SE SEU CELULAR É PIRATA
Saiba como consultar se seu aparelho é pirata - 1,4 mil celulares piratas serão bloqueados em MS