Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 26 de março de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
justiça

Mudança de nome em registro civil por causa de união estável depende de prova judicial

11 Nov 2013 - 15h59

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que, em caso de união estável, a adoção do sobrenome de companheiro ou companheira depende de comprovação prévia do relacionamento entre o casal. O entendimento dos ministros foi decorrente do julgamento de recurso movido por um casal de Minas Gerais, que pretendia alterar registro civil, para incluir no documento o sobrenome do homem ao nome da mulher.

No caso, o casal alegou que possuía união estável desde 2007 e, nesse período, tiveram uma filha, fato esse que comprovaria o tempo de relacionamento. O recurso no STJ pretendia reverter decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que concluiu pela necessidade de declaração prévia que comprovasse a união estável.

Segundo a relatora, ministra Nancy Andrighi, não há regulação específica quanto à adoção de sobrenome pelo companheiro ou pela companheira nos casos de união estável. Para a ministra, a adoção do sobrenome não pode decorrer, apenas, de mero pedido das partes, sem exigência de qualquer prova documental dessa união.

O número do processo e o nome dos envolvidos não foram divulgados por causa do sigilo judicial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COMPRA DE VOTOS NO MS
Justiça eleitoral condena 16 pessoas por compra de votos em MS
EM CIDADE DO MS - #POLÍCIA
Homem é assassinado a pauladas ao matar e comer galo de vizinho em cidade do MS
TRAGÉDIA FAMILIAR
Em MS, Homem comete suicídio com tiro na cabeça em confraternização familiar
RIO BRILHANTE - TRAGÉDIA FAMILAR
Homem comete suicídio com tiro na cabeça em confraternização familiar em Rio Brilhante
PACOTE PÁSCOA NO CAMPO BELO RESORT
Campo Belo Resort com pacote especial para a PÁSCOA, Confira aqui e já faça sua reserva
AÇÕES DEPUTADO JAMILSON
Deputado Jamilson Name propõe corte de ICMS sobre matéria-prima para alimentos
PROJETO NA BANCADA FEDERAL
Projeto da deputada Rose Modesto aumenta tempo de prisão para feminicídio
E AÍ JÁ PREPAROU AS BLUSAS???
Frente fria chega em MS nesta quarta (20)
AÇÃO PARLAMENTAR - ONEVAN DE MATOS
Trabalho de Onevan foi fundamental, Reitor anuncia implantação de novo curso na UFMS de Naviraí
EM CAMPO GRANDE - ROSE MODESTO
Rose Modesto leva debate sobre prevenção e combate a violência contra mulher para Sarau Solidário