Menu
SADER_FULL
sábado, 26 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
PREVISÃO DO TEMPO

Instabilidade ganha força e previsão é de chuva em regiões de MS

Máxima de 34°C no Estado

16 Mar 2017 - 07h00Por Mídia Max

A quinta-feira (16) começou com sol em Campo Grande e termômetros marcando 22°C. Mas, durante o dia é bom se preparar: pode chover a qualquer momento em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as instabilidades ganham força no Estado à medida que uma frente fria se aproxima das regiões sul e sudoeste, onde já deve chover pela manhã.

No restante do Estado, as chuvas devem ser de moderada a forte intensidade, mas devem se concentrar ao longo da tarde. O dia fica parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas. A máxima prevista é de 34°C.

Em Campo Grande, parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas de moderada a forte intensidade. A máxima é de 30°C.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas
CAMINHONEIROS MANTÉM BLOQUEIOS
Mesmo após acordo, caminhoneiros se mobilizam pelo 5º dia em vários estados
GREVE DOS CAMINHONEIROS
'Governo Federal está jogando para os estados problema da greve dos caminhoneiros', diz Reinaldo
AÇÕES DEPUTADO EDUARDO ROCHA
Eduardo Rocha apresenta Moção de Congratulação à promotor de Justiça de Três Lagoas
GOVERNO INVESTINDO EM ASFALTO
Governo assina contrato de R$ 4,4 milhões para pavimentação de ruas de Jardim
PROJETO BARBOSINHA
Festa do pé de soja solteiro de Laguna Carapã pode entrar para Calendário Cultural oficial do Estado
AÇÕES DO DEPUTADO ONEVAN
Idealizado e inaugurado por Onevan, deputado participa de atividades da Guarda Mirim de Naviraí
VICENTINA E JATEÍ EM BRASÍLIA
Em Brasília, Prefeitos de Vicentina e Jateí e mais 59 prefeitos anunciam apoio à reeleição de Moka
GOVERNO DO ESTADO DO MS
Governo de Reinaldo Azambuja executa maior programa habitacional de MS, com 20 mil casas
CONQUISTA ESTÁ VINDO
Governo federal pode 'zerar' tributos de combustíveis após protestos de caminhoneiros