Menu
SADER_FULL
quarta, 17 de julho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
DOURADOS - GAECO - OPERAÇÃO

Polícia e Ministério Público prende vereadores Idenor, Pedro Pepa e Cirilo Ramão em Dourados

5 Dez 2018 - 16h27Por DIÁRIO MS

O Grupo de Atuação Especializado e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), liderado pelo promotor Ricardo Rotunno, da 16ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, acaba de prender os vereadores Idenor Machado (PSDB), Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM) durante operação na Câmara Municipal de Dourados.

O servidor Amilton Salinas, que trabalha na Câmara de Vereadores também foi preso. Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos neste momento na Casa de Leis.

A reportagem do Diário MS apurou que os presos são investigados num suposto de esquema de corrupção envolvendo o setor de Tecnologia da Informação da Câmara de Vereadores de Dourados. A estratégia do grupo era aditivar e prorrogar contratos em troca de propina. Os três foram presos porque teriam iniciado o esquema na gestão passada e continuaram operando nesta gestão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SEGUNDA SANGRENTA
Segunda Feira, 15, dois são assassinados em Dourados
DOURADOS - ASSASSINATO
Homem é assassinado durante discussão com cliente em Dourados
DOURADOS - ACIDENTE FATAL
Acidente mata motociclista, deixa passageira ferida e motorista foge em Dourados
DOURADOS - AÇÃO DO GAECO
Gaeco cumpre 13 mandados em ação contra fraudes em licitação de Prefeitura de Dourados
DOURADOS - ACIDENTE FATAL
Motociclista morre ao colidir em traseira de veículo, cair na pista e ser atropelado por caminhão
WHATSAP - GOLPE
Golpista invade conta do Whatsapp e pede dinheiro para contatos de vítima em Dourados
RELIGIÃO
Testemunhas de Jeová iniciam série de congressos em Dourados
MORTE NO CINEMA
VÍDEO: imagens mostram momento de discussão e morte de bioquímico em sala de cinema
DOURADOS - CRIME NO SHOPPING
Discussão e tapa no rosto resultaram em confusão que terminou em morte no cinema em Dourados
DOURADOS - CRIME NO SHOPPING
Bioquímico morto por PM em sala de cinema era neto de ex-prefeito de Dourados